Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MADRUGADA EM BAIXA

Jornal da Globo fecha 2021 com pior ibope anual da história; veja números

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Renata Lo Prete usa um blazer branco enquanto apresenta o Jornal da Globo

Renata Lo Prete no Jornal da Globo: audiência da madrugada caiu e afetou o telejornal

VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 20/12/2021 - 7h00

Com menos televisores ligados na faixa em que é exibido, o Jornal da Globo vai encerrar 2021 com o pior ibope anual de toda a sua história no mercado nacional e também na Grande São Paulo, principal praça do país. O noticioso apresentado por Renata Lo Prete tem perdido público ano após ano, mas neste teve como problema adicional a fuga de audiência na madrugada.

Dados obtidos com exclusividade pelo Notícias da TV indicam que o telejornal registrou 7,1 pontos de média no PNT (Painel Nacional de Televisão), que indica o desempenho das emissoras nas 15 principais regiões metropolitanas do país, com 27,0% de share (porcentagem de televisores que sintonizaram no programa).

Os números são de janeiro até 14 de dezembro --os últimos dias deste mês não serão capazes de alterar o recorde negativo. Desde 2017, quando fechou com 9,3 de média, o Jornal da Globo tem perdido audiência no mercado nacional. Em 2018, o ibope foi para 8,5; caiu para 8,3 em 2019; e encerrou 2020 com 7,7.

Já na Grande São Paulo, a média havia crescido de 2018 para o ano passado, mas não manteve a tendência de alta nesta temporada: a queda foi de 9,3 para 8,2 pontos de um ano para o outro.

Além de depender da audiência das atrações que são exibidas no horário nobre da Globo e que não tiveram um bom desempenho em 2021, principalmente depois do fim do BBB21, em maio, o Jornal da Globo ainda sofreu com o menor índice de TVs ligados em sua faixa.

Também pela primeira vez na história, menos de 30% dos televisores pelo Brasil estavam ligados enquanto as notícias do telejornal de fim de noite foram ao ar --o índice ficou em 26%, queda de quatro pontos percentuais em relação a 2020, quando mais TVs foram sintonizadas por causa da quarentena causada pela pandemia.

Entre os paulistas, o tombo foi ainda mais brusco: de 36% para 30%. Por conta dessa queda no número de pessoas em frente à TV na madrugada, o programa chegará ao fim de 2021 com seu pior desempenho em média de ibope, mas não terá o registro de recorde negativo em participação (share).

No PNT, o share negativo histórico é de 2020, quando 25,4% dos televisores sintonizaram no Jornal da Globo ao longo do ano. Em São Paulo, o share neste ano está em 27,2%, um índice melhor do que os 24,7% de 2019, o mais baixo da história.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.