Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PONTO FORA DA CURVA

Com Bolsonaro e pandemia, Jornal da Record é o único a crescer em 2021

REPRODUÇÃO/RECORD

Janine Borba e Celso Freitas estão na bancada do Jornal da Record de 31 de dezembro de 2021

Janine Borba e Celso Freitas no último Jornal da Record de 2021; telejornal cresceu enquanto rivais caíram

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 6/1/2022 - 6h15

Apesar de 2021 ter sido um ano de notícias "repetidas", com mais desventuras de Jair Bolsonaro à frente do país e a pandemia de Covid-19 sem dar trégua à população, o Jornal da Record conseguiu crescer em audiência em relação ao ano anterior. É um ponto fora da curva na TV brasileira: os principais noticiários das outras emissoras perderam audiência no ano.

Segundo levantamento do Notícias da TV, o telejornal do horário nobre da Record fechou 2021 com média de 9 pontos na Grande São Paulo, um aumento de 1,1 ponto (ou 14%) em relação ao ano anterior, quando havia anotado 7,9. Como a audiência da TV aberta tem caído anualmente por causa da concorrência com o streaming, o crescimento chama a atenção. 

Os principais concorrentes do JR registraram o movimento contrário: o Jornal Nacional, da Globo, caiu de 30 pontos em 2020 para 25,7 no ano passado, uma queda de 14%. Já o SBT Brasil perdeu dois décimos: de 5,8 para 5,6 pontos (um decréscimo de 3%).

Emissoras menores também viram o público fugir de seus telejornais: o Jornal da Band foi de 4,6 para 4,5 (queda de 1%), e o RedeTV! News teve a maior perda de audiência proporcional --31% dos espectadores pararam de ver o noticiário em 2021 (de 1,3 para 0,9 ponto).

No PNT (Painel Nacional de Televisão), que mede as audiências das 15 principais regiões metropolitanas do país, os resultados foram similares: o JR cresceu de 7,4 para 8,3 --um aumento de 12%.

Com a crise no horário nobre da Globo e novelas com desempenho muito abaixo do esperado, o JN caiu 13%, de 27,8 para 24,1 pontos. O SBT Brasil foi de 5,4 para 5 (queda de 8%); o Jornal da Band passou de 2,9 para 2,6 (10% a menos); e o RedeTV! News perdeu dois décimos: de 0,9 para 0,7 --o que equivale a 27% do público do telejornal.

Na Grande São Paulo, o índice de 9 pontos representa o melhor resultado anual do JR desde 2016. No PNT, o sucesso vai ainda mais longe: o telejornal não alcançava uma audiência tão alta desde 2010.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.