Bruno Gagliasso como Gabriel, protagonista de O Sétimo Guardião - Estevam Avellar/TV Globo

Bruno Gagliasso

Bruno Gagliasso Marques iniciou sua trajetória na carreira artística na infância. Nascido no Rio de Janeiro em 13 de abril de 1982, Bruno foi uma criança comunicativa. Com atrês anos, estreou na passarela como modelo de grifes infantis, incentivado pela mãe, Lúcia Gagliasso, que naquela época trabalhava como publicitária.

Aos sete anos, Bruno fez o primeiro trabalho na TV, uma participação na novela Barriga de Aluguel (1990), de Glória Perez. O que começou como um passatempo infantil virou coisa séria. Enquanto cursava o segundo grau, Bruno fez teatro e oficina de interpretação.

Aos 15, voltou à Globo em participações no Você Decide, no seriado Mulher e em Malhação. Mas foi aos 17 anos que ele teve a primeira grande chance na TV ao integrar o elenco de Chiquititas (1999), no SBT.

Em 2001, assinou contrato com a Globo e ganhou um papel na trama As Filhas da Mãe. Foi a partir daí que o galã teve certeza da escolha profissional e emendou um trabalho no outro. Em 2003, fez a minissérie A Casa das Sete Mulheres e, na sequência, a novela Celebridade.

Em América (2005), Bruno viveu Júnior, um jovem que se descobria homossexual e lutava contra o preconceito. Dois anos depois, entrou no ar para interpretar seu primeiro mau–caráter, Ivan em Paraíso Tropical.

Em Caminho das Índias (2009), interpretou um de seus personagens mais marcantes, o esquizofrênico Tarso. Na novela Passione (2010), Gagliasso teve a chance de mostrar um lado cômico em cena como o malandro e mulherengo italiano Berilo.

Um dos maiores desafios da carreira de Bruno foi na série Dupla Identidade (2014), de Glória Perez, quando ele encarnou o psicopata Edu. Para ficar com o papel, o ator teve que convencer a autora, que desejava alguém mais velho para o personagem.

Outros destaques na carreira ficam por conta do vilão Timóteo em Cordel Encantado (2011) e do protagonista Franz, de Joia Rara (2013). Em O Sétimo Guardião, Gagliasso fez sua estreia como protagonista no horário nobre, na pele do líder da irmandade que protege a fonte milagrosa, Gabriel.

Cinema
Apesar de ser mais conhecido pelas atuações na televisão, Gagliasso também tem alguns trabalhos no cinema como em Todas as Canções de Amor (2018), Lopp (2019) e Marighella (2019). Outra área em que ele já se arriscou foi na dublagem e emprestou sua voz ao personagem Listrado na animação Deu Zebra (2005) e ao Panddigton no desenho Panddigton 2 (2017).

Negócios
Bruno possui pelo menos 15 empreendimentos em vários setores: restaurante italiano, hamburgueria, academia, salão de beleza, marca de roupas e uma luxuosa pousada em Fernando de Noronha (point de muitos amigos famosos).

Vida Pessoal
Casado com a atriz e apresentadora Giovanna Ewbank, desde 2010, e pai de Chissomo, a Titi (adotada pelo casal em 2016), Bruno Gagliasso já teve uma vida amorosa bastante movimentada.

Na época em que fazia Chiquititas, namorou a atriz Thais Fersoza por um ano. Em 2004, teve um relacionamento com Danielle Winits, e os dois até a ficaram noivos, mas o romance terminou antes de subirem ao altar. Durante as gravações de América, em 2005, Gagliasso conheceu Camila Rodrigues, com quem se casou em agosto de 2006, mas a união terminou em 2008.

Principais trabalhos na TV
Chiquititas (2000) –  Rodrigo
As Filhas da Mãe (2001) –  Zeca
Celebridade (2003) – Inácio
América (2005) – Júnior
Sinhá Moça (2006) – Ricardo
Paraíso Tropical (2007) – Ivan
Ciranda de Pedra (2008) – Eduardo
Caminho das Índias (2009) – Tarso
Passione (2010) – Berilo
Cordel Encantado (2011) – Timóteo
Joia Rara (2013) – Franz
Dupla Identidade (2014) – Edu
Babilônia (2015) – Murilo
Sol Nascente (2016) – Mário
O Sétimo Guardião (2018) – Gabriel

Cinema
Mato sem Cachorro (2013)
Isolados (2013)
TOC – Transtornada Obsessiva Compulsiva (2017)
Todas as Canções de Amor (2018)
Loop (2019)
Marighella (2019)

Personagens

Galeria de fotos de Bruno Gagliasso

Últimas notícias de Bruno Gagliasso

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook