Ignorância histórica

Telespectador de novela confunde época de dom Pedro com Cabral

Raquel Cunha/TV Globo

Caio Castro como dom Pedro em Novo Mundo: telespectador ignora colonização portuguesa - Raquel Cunha/TV Globo

Caio Castro como dom Pedro em Novo Mundo: telespectador ignora colonização portuguesa

DANIEL CASTRO - Publicado em 17/05/2017, às 05h27

Depois de constatar que o brasileiro desconhece o que foi a Ditadura Militar (1964-1985) que ambienta Os Dias Eram Assim, a Globo tomou outro choque de realidade. As pesquisas sobre Novo Mundo revelaram que o telespectador médio da novela das seis não sabe direito quem foi dom Pedro 1º e confunde a história pré-Independência do Brasil, no século 19, com o descobrimento do país, protagonizado por Pedro Álvares Cabral 300 anos antes.

Profissionais que tiveram acesso aos grupos de discussão sobre a novela consideraram os resultados reveladores de uma "ignorância assustadora". Para muitos telespectadores, Novo Mundo está sendo uma aula inédita: eles sequer sabiam que o Brasil foi colônia de Portugal.

Escrita pelos estreantes Thereza Falcão e Alessando Marson, Novo Mundo mistura personagens e fatos históricos com ficção e se passa entre 1817 e 1822, período em que a Família Real portuguesa se deslocou para o Brasil.

O dom Pedro de Caio Castro é baseado nos relatos sobre a vida do príncipe regente. Já o Joaquim de Chay Suede foi inspirado em Jack Sparrow (Johnny Depp), da franquia Piratas do Caribe.

O que levou os telespectadores a confundir a época do Descobrimento com a da Independência foram as primeiras cenas da novela, ambientadas em caravelas. Ao ver as embarcações, o noveleiro as associou à chegada dos portugueses, em 1500, mas não conseguiu distinguir que se tratava de outra época.

Para ampliar a compreensão do contexto histórico de Novo Mundo, a Globo irá produzir chamadas que explicam que a história se passa às vésperas da Independência do Brasil.

Diferentemente da história, os telespectadores mostraram domínio da trama de Novo Mundo. Nas pesquisas, ficou claro que o público sabe que a história central é a de Anna (Isabelle Drummond) e Joaquim, embora goste muito de dom Pedro e Leopoldina (Leticia Colin).

Os sotaques, que eram mais acentuados no início da novela, também foram bem recebidos. Para o telespectador, ajudou a entender as diferentes nacionalidades dos personagens (brasileiros, portugueses e ingleses).

Sobre a pesquisa de Os Dias Eram Assim, leia: 

Globo descobre que brasileiro ignora história e vai dar aula sobre ditadura

Em baixa no Ibope, Os Dias Eram Assim sofre ajustes e muda de cara

Tudo sobre esta novela

Últimas de Novo Mundo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Volta da Rainha

A atriz brasileira Alice Braga em cena da segunda temporada de A Rainha do Sul - Divulgação/USA Network A segunda temporada de A Rainha do Sul estreará no Space em 29 de junho, com episódio duplo e sem intervalos comerciais, a partir das 22h30, com versões dublada e e áudio original com legendas. ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Você gostou do novo cenário do Jornal Nacional?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook