Sem glamour

Fora das novelas, Carolina Dieckmann vira estudante e dona de casa nos EUA

Ramón Vasconcelos/TV Globo

A atriz Carolina Dieckmann em cena da minissérie Treze Dias Longe do Sol, da Globo - Ramón Vasconcelos/TV Globo

A atriz Carolina Dieckmann em cena da minissérie Treze Dias Longe do Sol, da Globo

MÁRCIA PEREIRA, no Rio de Janeiro - Publicado em 07/11/2017, às 06h11

Longe das novelas desde o fim de A Regra do Jogo, em março do ano passado, a atriz Carolina Dieckmann leva vida de anônima nos Estados Unidos. Lá, ela vai à escola de bicicleta, estuda cinco horas por dia, faz mercado e faxina, pega filho no colégio e cozinha para o marido. A vida de dona de casa e estudante a conquistou. "Não quero voltar agora", diz.

A atriz pretende continuar a carreira no Brasil, só que em trabalhos de curta duração, como o da minissérie Treze Dias Longe do Sol, lançada no último dia 2 na plataforma  Globo Play e com previsão de estreia na TV em 8 de janeiro.

Aos 39 anos, a loira já soma 24 à frente das câmeras e conta que sente falta de fazer novelas. Ela havia sido escalada para fazer Lívia (Grazi Massafera) em O Outro Lado do Paraíso. Declinou do convite para continuar morando em Miami, com o marido, Tiago Worcman, e o filho do casal, José, de dez anos. Worcman é executivo da Viacom (detentora de canais pagos) e atua como vice-presidente da Paramount Channel para América Latina.

Carolina Dieckmann com o marido, o executivo Tiago Worcman (Reprodução/Instagram)

"Eu estou estudando, vendo o meu filho de perto, posso estar com o meu marido e cozinhar para ele, esperar ele voltar do trabalho, tanta coisa linda acontecendo", fala.

Carreira internacional? Ela não descarta, mas afirma que não faz planos, vive o presente. Carolina diz que a escolha na vida pessoal trouxe a oportunidade de fazer a minissérie, um trabalho com uma preparação melhor e qualidade cinematográfica. 

Soterrada
Em Treze Dias Longe do Sol, a atriz é a médica Marion e sobrevive ao desabamento de um prédio. A personagem é filha do dono do empreendimento, um prédio de consultórios médicos e clínicas. Ela vai ao local questionar os atrasos na obra comandada pelo engenheiro Saulo (Selton Mello) e fica presa debaixo dos escombros com ele e alguns operários.

"Como ela passa o tempo todo em uma situação limite, a gente tinha que colorir essa situação. Não poderia ser o tempo inteiro triste, o tempo inteiro com fome, com sede, com sono. A gente teve que equalizar um pouco essas sensações para, a cada hora, uma coisa aparecer mais, outra hora aparecer menos. Foi um trabalho minucioso, de contactar diferentes emoções", comenta.

Por Marion ser médica, a interpretação da atriz seguiu um viés mais calmo. "Eu acho que quem escolhe fazer medicina tem de ter uma frieza. Olha a situação de fora, consegue ver e perceber o que deve ser feito. Quando eu vi que a personagem era médica, eu pensei que a calma era uma característica para investir. Afinal, ela está ali no meio daquele caos e tem noções que não é qualquer pessoa que tem."

Os dias longe do sol foram gravados em um estúdio em São Paulo entre janeiro e março. Carolina diz que ninguém sofreu com fobia e que estar toda suja de lama e pó era bom, a fazia entrar naquele universo dramático.

ramón vasconcelos/TV Globo

A médica Marion (Carolina Dieckmann) fica soterrada com o ex-amante Saulo (Selton Mello)

DR nos escombros
A trama mostrará ainda que Marion e Saulo têm um romance mal-resolvido porque eles tiveram um caso quando ele ainda era casado. Rola uma eletrecidade desde a primeira cena deles juntos.

Além disso, ganancioso, o engenheiro economizou no material e na mão de obra da construção, tem culpa pelo desabamento. "A Marion, talvez, reaja a isso de uma maneira diferente do que eu reagiria. Eu acho que as coisas acontecem porque têm que acontecer. Eu não acredito que foi por acaso que a Marion e o Saulo estavam ali no momento do acidente. Eu não acho que ele tenha sido o único responsável", observa a atriz.

Para Carolina, na situação dos personagens, não adianta culpar ninguém. "É do ser humano julgar, querer arrumar um culpado, mas eu vejo cada vez mais que não é isso que nos faz andar para frente. A gente precisa sempre estar pronto para resolver as coisas no momento em que elas aparecem", discursa.

Os dez episódios de Treze Dias Longe do Sol estão disponíveis para os assinantes do Globo Play desde a última quinta (2). A minissérie escrita por Elena Soarez e Luciano Moura é uma coprodução da Globo com a O2 Filmes. O elenco conta ainda com Debora Bloch, Paulo Vilhena, Lima Duarte, Camila Márdila e Fabrício Boliveira, entre outros. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Crimes na floresta

Ciro Guerra recebe Prêmio Fênix pela direção do filme Abraço da Serpente, de 2015 - Reprodução A Netflix anunciou que fará uma série ambientada na floresta amazônica. Ainda sem nome definido, a produção se passará na fronteira da Colômbia com o Brasil e mostrará um jovem detetive e seu parceiro durante ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Você pretende assistir Apocalipse, nova novela da Record?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook