SEM MORAL

TV dos EUA corta discurso de Donald Trump para exibir game show

Reprodução/Casa Branca

O presidente Donald Trump durante discurso realizado na sexta-feira (16): na CBS, público não viu - Reprodução/Casa Branca

O presidente Donald Trump durante discurso realizado na sexta-feira (16): na CBS, público não viu

REDAÇÃO - Publicado em 16/02/2019, às 10h58

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está sem moral com a televisão de seu país. O discurso que ele realizou em cadeia nacional na sexta (15) e no qual declarou que havia uma emergência nas fronteiras do país foi cortado antes do fim pela rede CBS, uma das mais assistidas do país. Em seu lugar, foi exibido o game show The Price Is Right.

Mais de 20 minutos do pronunciamento de Trump deixaram de ser mostrados pela CBS --as concorrentes, NBC, ABC e Fox, exibiram a declaração na íntegra, assim como canais de notícias da TV paga.

De acordo com a CBS News, departamento de notícia da rede, a Casa Branca havia informado que o discurso duraria no máximo oito minutos, mas acabou se estendendo por 50, e isso teria motivado o corte.

Transmitido desde 1972, o The Price Is Right é uma gincana na qual os participantes precisam adivinhar o preço de produtos apresentados. Ganha quem acertar o valor, ou chegar o mais perto possível dele (sem ultrapassá-lo). O game show é um clássico matinal da TV americana: em 2014, foi exibida a edição de número 8.000.

A Casa Branca convocou a transmissão em cadeia nacional informando que Trump falaria sobre uma emergência nacional. O discurso, na verdade, foi mais uma tentativa do presidente de conseguir aprovação para o muro que vai separar os Estados Unidos e o México.

No entanto, sem usar teleprompter para ler o discurso, Trump fugiu várias vezes do assunto. Falou sobre a economia, acordos de comércio internacional e até sobre a multidão que reuniu em um evento no Texas.

Em um momento bastante criticado pela imprensa norte-americana e por parte do público, o governante ainda tentou imitar o sotaque chinês para repetir falas do presidente Xi Jinping.

Confrontado pelo repórter Jim Acosta, da CNN (que processou a Casa Branca para manter o jornalista na cobertura presidencial), Trump minimizou a pergunta sobre números que comprovam a suposta "ameaça mexicana" à soberania. "Sua questão é muito política, porque você tem um interesse por trás disso. Você é fake news, é uma pergunta falsa", respondeu o presidente.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual sua novela preferida atualmente?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook