Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PEIXES FALANTES

Trinta anos depois, por onde andam os atores do programa infantil Glub Glub?

REPRODUÇÃO/TV CULTURA

Os atores Gisela Arantes, Carlos Mariano e Andrea Pozzi durante gravação do Glub Glub, em estúdio todo verde

Os atores Gisela Arantes, Carlos Mariano e Andrea Pozzi durante gravação do Glub Glub

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 11/9/2021 - 6h25

Nesta semana, um programa infantil de sucesso dos anos 1990 completou 30 anos: o Glub Glub (1991-1999), exibido e produzido pela Cultura. A atração tinha poucos atores, que se fantasiavam de peixes e contavam histórias do fundo do mar. A dupla Glub e Glub continua trabalhando no meio artístico, mas de maneiras bem diferentes. 

Gisela Arantes, a Glub, se formou em Cinema e hoje trabalha primordialmente como cineasta e empresária cultural. Ela e sua equipe produzem os próprios filmes, muitos voltados para causas sociais. 

Já Carlos Mariano, o Glub, segue na ativa como ator. Ele passou 19 anos em cena numa peça muito bem-sucedida: a comédia Trair e Coçar É Só Começar, que só saiu de cartaz por causa da pandemia. 

Saiba como estão os atores que atuaram em Glub Glub ao longo de mais de 700 episódios na Cultura:

reprodução/TV Cultura e Instagram

Gisela Arantes se tornou empresária cultural

Gisela Arantes

Ela conquistou o papel da peixe Glub após fazer teste na TV Cultura. Na época, Gisela trabalhava apenas como atriz, diferentemente de hoje. "Atualmente sou atriz e várias outras coisas. Sou autora, cineasta, empresária cultural", diz.

Ela é dona de uma empresa de projetos culturais, os quais desenvolve desde a ideia até a realização final. Muitos dos projetos são ligados a causas sociais e ambientais. "O Glub Glub tinha que estar comigo, eu já tinha essa referência de fazer projetos culturais ligados a causas. Fui desenvolvendo mais isso e fui me embrenhando. Hoje principalmente desenvolvo projetos em cinema."

Os filmes em que Gisela trabalhou recentemente abordam questões como exploração sexual infantojuvenil, sustentabilidade, empoderamento feminino e igualdade de gênero. "Gosto de trabalhar com temas de impacto pra sociedade, que possam levar, além de entretenimento, valores mais importantes, que elas possam agir a favor daquilo, que tenha sentido", explica.

reprodução/TV Cultura e Instagram

Carlos Mariano tem longa carreira no teatro

Carlos Mariano

Ele já trabalhava na Cultura antes do Glub Glub: havia feito esquetes do Senta Que Lá Vem História, quadro do programa Rá Tim Bum. Carlos Mariano também tem passagem marcante pelo teatro. Ele atuou ao longo de 19 anos na peça Trair e Coçar É Só Começar. O espetáculo saiu de cartaz por conta das restrições da pandemia. "Tem grande possibilidade de retornar agora, quando tudo acalmar", avisa ele. 

Mariano também atuou ao longo de dez anos em duas peças sobre dependência química, chamadas Ainda e Agora. Ele tem ainda um terceiro espetáculo teatral em vista, que deve estrear no início de 2022. 

"E sempre fiz muita publicidade, muita coisa. Tudo tá voltando, retomando agora, como o trabalho em dublagem também. Eu não estava querendo ir a lugar algum por segurança. Agora começo a retomar esses projetos todos", diz ele.

Havia ainda uma terceira integrante no Glub Glub: a atriz Andrea Pozzi entrou no meio da atração no papel da caranguejo Carol, que interagia com os peixes. Ela trabalhou em cinema e teatro e viveu em Portugal até 2005, quando morreu vítima de um AVC (acidente vascular cerebral), aos 37 anos. 

Glub Glub de novo?

Após os oito anos iniciais de Glub Glub (1991-1999), a Cultura entrou em contato com os atores e os convidou para gravarem uma nova e curta leva de episódios, entre setembro e outubro de 2006. A retomada do projeto foi um sucesso, tanto que as reprises seguiram na Cultura e na TV Rá Tim Bum durante muitos anos. 

Tanto Gisela quanto Mariano afirmam que, se a emissora os convidasse novamente para gravar novas histórias como os peixes Glub e Glub, a proposta seria prontamente aceita. 

"Ainda é muito vivo dentro da gente. Ela [Glub] tá ali, tá quietinha, mas na hora em que tiver oportunidade, aparece de novo. Então eu faria, sim", diz a atriz. "Eu de cabelinho branco faria. É um prazer tremendo e só tem resultado bom, as pessoas amam. É só eles criarem um jeito novo. Eu toparia sempre. Em qualquer momento esse programa se encaixa muito bem, faz bem pra saúde da criança", afirma o ator.


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Traída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabem

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas