Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Criador de Celebridades

Subcelebridades passam vergonha em busca da fama em novo reality show

Divulgação/E!

O assessor Cacau Oliver ao lado da modelo Erika Canela no primeiro episódio do reality - Divulgação/E!

O assessor Cacau Oliver ao lado da modelo Erika Canela no primeiro episódio do reality

FERNANDA LOPES

Publicado em 26/7/2018 - 5h24

Novo reality show do canal E!, Criador de Celebridades oferece a cada episódio 30 minutos de fama a subcelebridades brasileiras, mas nada vem fácil. Os aspirantes precisam ralar muito e pagar alguns micos na busca pelo status. O programa, que estreia nesta quinta (26), mostra os bastidores e os perrengues do trabalho do assessor de imprensa Cacau Oliver para levar seus clientes ao estrelato.

No primeiro episódio, a "famosa" é Erika Canela, vencedora do concurso Miss Bumbum. O sonho da jovem é se tornar destaque no Carnaval, e para colocá-la na mídia o assessor tem uma ideia um tanto controversa: sugere que Erika faça uma tatuagem de Donald Trump. A modelo fica na dúvida, mas aceita marcar a pele e ainda se sujeita a uma sessão de fotos seminua em plena avenida Paulista, só para mostrar a tatuagem.

"O programa todo fala dessa questão de até onde a pessoa está disposta a ir pela fama. Eu não vou chegar para as pessoas e falar 'você tem que fazer isso'. Só dou uma ideia. Não gosto de falar que elas buscam a fama a qualquer custo. Eu sei que parece uma loucura [a tatuagem de Trump], ninguém faria aquilo, mas é o que ela está disposta a fazer. Erika fez até outra tatuagem do Trump, tem duas agora", revela Oliver.

Outra candidata à fama é Adriana Dantas, uma confeiteira e fisiculturista que sonha se tornar musa fitness no Instagram. Oliver tem a ideia de levá-la a uma loja de doces e fazer com que ela levante centenas de quilos de chocolate, para divulgar as imagens nas redes sociais e "causar".

"Cada episódio tem seu formato. Antigamente as pessoas tinham 15 minutos de fama, hoje têm 5 segundos. Tenho que me esforçar mais para deixar a pessoa em evidência, e ela tem que estar disposta a realmente fazer o projeto, a aparecer. Se você não está disposta a ser a mais atrativa... Não acontece. Mas tudo é muito bem pensado", afirma.

divulgação/e!

A aspirante a musa fitness Adriana Dantas levanta peso para ficar famosa na série do E!

Da banheira do Gugu a dono de reality
Ao longo de 13 episódios, Cacau Oliver coordena planos de mídia e se empenha em levantar a carreira de pessoas de diferentes áreas. Cuida, por exemplo, da tentativa de retorno da banda Br'Oz, formada num reality do SBT em 2003, e da imagem da ex-BBB transexual Ariadna, que participou da 11ª edição do programa.

O próprio Oliver ficou famoso como assessor de imprensa de mulheres que causaram muita polêmica na mídia de celebridades, como Andressa Urach, Joana Machado, vencedora de A Fazenda 4 (2011), e Ju Isen, modelo conhecida por mostrar o ânus durante em transmissão ao vivo da RedeTV! no Carnaval de 2017.

Jornalista e produtor do quadro Banheira do Gugu nos anos 1990, ele conta que olhava as beldades que passavam por lá como possibilidades de ganhar dinheiro nesse meio. Há 16 anos trabalha como assessor de imprensa e headhunter de uma revista masculina.

"Nunca vi artista como fã, sempre queria ganhar dinheiro. Acredito que meu diferencial é que eu olho as pessoas como um produto. Não de uma forma negativa, eu olho o potencial delas", explica.

Nas cenas do programa, ele aparece como um profissional frio, que quer emplacar seus assessorados independentemente da vergonha pública que eles tenham de passar. Oliver admite que ele mesmo chegou a seu limite e que várias de suas clientes já perderam o controle das situações. Mesmo assim, segue pensando em factoides absurdos para criar burburinho.

"O meu limite é o limite do assessorado. Todo mundo tem que ter um limite por dinheiro ou por aparecer. Hoje é bem mais difícil ficar famosa, é muita gente, muita informação, mas você pode ter mais caminhos. A ideia do reality é trazer questionamentos também, é realmente testar os limites dessas pessoas", promete.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?