Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ALVO DE MATA-LEÃO

Repórter de afiliada da Globo em MG é agredido em cobertura eleitoral

REPRODUÇÃO/TV INTEGRAÇÃO

O repórter Arcênio Corrêa foi enforcado enquanto fazia uma reportagem na cidade de Prata

O repórter Arcênio Corrêa foi enforcado enquanto fazia uma reportagem na cidade de Prata, MG

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 29/10/2020 - 14h15
Atualizado em 29/10/2020 - 14h42

O repórter Arcênio Corrêa foi vítima de agressão durante uma reportagem para a TV Integração, afiliada da Globo em Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira (29). Enquanto conversava com funcionários do Pronto Atendimento de Saúde Municipal na cidade de Prata, ele recebeu um mata-leão e contou com a ajuda do cinegrafista para se desvencilhar.

No momento da entrevista, um homem que se identificou como médico de nome Jaquenes Melo foi tomar satisfação com a equipe. Durante a conversa, ele avançou sobre Arcênio Corrêa e tentou tomar o microfone e o celular do repórter.

Um outro homem não identificado, que estava por perto, segurou o repórter por trás e o enforcou. O cinegrafista Stanley Matias deixou a câmera ligada, mas saiu para tentar separar os dois. Ele quase recebeu um soco de um dos agressores. A confusão durou poucos segundos.

Na sequência, um dos autores saiu do tumulto, jogou um celular no chão e fugiu. A equipe da TV Integração acionou a Polícia Militar e fez o registro de um boletim de ocorrência para realizar exame de corpo de delito. O repórter passa bem.

O prefeito de Prata, Anuar Arantes Amuy (MDB), falou que vai instaurar um procedimento administrativo para apurar o que aconteceu e punir os agressores, que eram funcionários da unidade de saúde.

O caso foi tema do Jornal Hoje nesta quinta (29). Maju Coutinho leu uma nota com o posicionamento do prefeito e confirmou que o homem que aplica o golpe no pescoço do repórter é Diego Vilela Pita. O telejornal também consultou a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) e a Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), que repudiaram o ataque e cobraram investigação.

Arcênio Corrêa conversava com moradores para explicar qual era a situação do prédio do posto de saúde na cidade. O diretor de Jornalismo da afiliada da Globo em Uberlândia, Paulo Eduardo Vieira, lamentou o que aconteceu. 

"Exatamente quando ampliamos nossa cobertura para divulgar as propostas dos candidatos a prefeito de mais cidades de nossa área de cobertura ocorre algo lamentável assim", disse ele, em entrevista ao site G1.

Assista ao vídeo com o momento da agressão:

TUDO SOBRE

Globo


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou dos participantes do BBB21?