Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

INDIANARA CAMPOS

Repórter da Globo cai no choro ao vivo ao expor racismo: 'Vivenciei muitas situações'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Indianara Campos chora em reportagem da Globo

Indianara Campos emocionada durante matéria sobre racismo no Bom Dia SP desta quarta (24)

Indianara Campos não conseguiu segurar a emoção ao entrar ao vivo no Bom Dia São Paulo desta quarta-feira (24). A jornalista fez uma reportagem sobre um colégio da capital paulista que aplica um projeto de educação antirracista para crianças do ensino infantil. Ela chorou ao ver o impacto que essas questões têm trazido para a juventude.

A profissional da Globo estava na Escola Municipal Maria Aparecida Rodrigues Cintra, na Vila Marina, e mostrou pinturas de grandes personalidades negras que enfeitam as paredes e a sala de leitura do colégio. O local também conta com livros que trabalham os temas de inclusão e diversidade.

Quando Rodrigo Bocardi questionou a respeito de como surgiu a ideia de fazer esse trabalho com as crianças e apontou o fato de ser algo fantástico, a repórter ficou visivelmente emocionada e com a voz embargada.

"Até me emociona ver todo esse ambiente que foi criado aqui na escola, porque, enfim, eu tenho 34 anos, durante todo o ensino que eu frequentei, vivenciei muitas situações. Ver essa transformação nas escolas me emociona, porque a gente sabe o quanto isso impacta na nossa vida de forma geral, inclusive na vida adulta", desabafou Indianara Campos.

A jornalista conversou com Tatiane Santos, especialista em Educação Racial Infantil da escola, que explicou a importância de se trabalhar o tema desde cedo. "É para a autoestima da criança e para o olhar para o outro do respeito. Tudo começa pelo respeito. A educação racial traz as questões de que eu olho para o outro e me vejo também. Quando eu percebo isso, eu vou respeitar a religião, o jeito de ser, a educação inclusiva como um todo", explicou.

"A educação antirracista é trabalhada nas miudezas da escola, no dia a dia, no planejar do professor em sala de aula, nos desenhos nas paredes, aqui na nossa biblioteca através dos livros, onde os personagens são negros, indígenas. A educação antirracista, aqui, é feita passo a passo. Com a formação dos professores e eles com os alunos em sala de aula", afirmou Tatiane.

No final da reportagem, foi exibido um vídeo que as crianças da escola gravaram em apoio ao jogador Vinicius Junior, que tem sofrido com racismo na Espanha. Bocardi parabenizou a iniciativa e mostrou Indianara chorando ao fundo sem conseguir conter a emoção.

"Força, Indianara! 'Tamo junto'!", soltou o apresentador. A repórter apenas sorriu enquanto enxugava as lágrimas, mas não conseguiu mais falar depois de se comover.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com tudo sobre novelas, celebridades, reality show e televisão:

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.