Haja coração!

Quase metade da população mundial vai ver a Copa; América Latina lidera

Reprodução/TV Globo

O narrador Galvão Bueno em entrevista para o quadro Vozes da Copa, do Esporte Espetacular - Reprodução/TV Globo

O narrador Galvão Bueno em entrevista para o quadro Vozes da Copa, do Esporte Espetacular

REDAÇÃO - Publicado em 13/06/2018, às 13h19

Cerca de metade da população do planeta vai assistir à Copa do Mundo da Rússia, que terá início nesta quinta-feira (14), com um duelo entre os anfitriões e a Arábia Saudita. De acordo com levantamento da empresa britânica GlobalWebIndex, 3,4 bilhões de telespectadores vão acompanhar as partidas entre as melhores seleções do mundo. A América Latina deve terminar o torneio na liderança de público entre os continentes.

O estudo foi publicado nesta quarta (13). Caso se concretize, a estimativa representará um recorde histórico. O torneio sediado no Brasil em 2014 foi visto por 3,2 bilhões de pessoas em todo o mundo, segundo números revelados pela própria Fifa, entidade que organiza a Copa. Foi o mesmo registrado na competição anterior, em 2010, na África do Sul.

Há quatro anos, o Brasil foi o segundo país que mais assistiu à competição (atrás somente da China), e a Globo foi a líder de audiência global.

Neste ano, o Brasil terá três TVs transmitindo os jogos. Na TV aberta, a Band ficou fora, e só a Globo exbirá as partidas. Entre os canais pagos, estão no jogo Sportv e Fox Sports. Nas operadoras Net e Oi, os jogos serão transmitidos ao vivo em 4K.

O Grupo Globo planeja exibir 600 horas de conteúdo sobre a Copa. São 400 pessoas trabalhando na cobertura, metade na Rússia, com 23 equipes de reportagem nas cidades-sedes.

Os canais pagos especializados em esporte reforçaram suas respectivas equipes para a Copa. O Sportv contará com comentários dos treinadores Dorival Jr. e Clarente Seedorf. O ex-jogador Deco também participará de programas de debate.

Com mais de cem profissionais dedicados ao torneio, o Fox Sports chamou para o seu time nomes como Jô Soares (ex-apresentador), Carlos Alberto Parreira (ex-treinador), Vanderlei Luxemburgo, Abel Braga e Jair Ventura (trio de técnicos em atividade). O Fox Sports 2 abrirá espaço para uma cobertura dominada por mulheres.

EUA fora
Por incrível que pareça, os norte-americanos gostam de futebol, principalmente dos jogos da seleção de lá. Fora de uma Copa do Mundo pela primeira vez em 32 anos (sete edições), os Estados Unidos terão uma perda significativa de telespectadores.

Se em 2014 os jogos dos EUA bateram recordes de audiência na ESPN, na ABC e na Univision, as partidas da Copa russa devem atrair somente um quarto da população norte-americana, de acordo com projeção da GlobalWebIndex. A maioria, atraída pela seleção mexicana. A Univision continua com os direitos de transmissão, agora ao lado da rede Fox e de dois canais do Fox Sports, chamado por lá de FS 1 e FS 2.

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook