Novo Trabalho

Netflix contrata Barack e Michelle Obama para produzirem filmes e séries

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Barack Obama durante entrevista a David Letterman no talk show O Próximo Convidado, da Netflix - DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Barack Obama durante entrevista a David Letterman no talk show O Próximo Convidado, da Netflix

REDAÇÃO - Publicado em 21/05/2018, às 13h18

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e sua mulher, Michelle, fecharam um acordo com a Netflix para produzirem filmes, séries e documentários, informou nesta segunda-feira (21) a gigante do streaming. A notícia confirma boatos que circulam na mídia norte-americana desde março.

A princípio, os dois atuarão nos bastidores, mas há a possibilidade de Obama e Michelle migrarem para a frente das câmeras. Segundo o jornal The New York Times, um dos formatos estudados traria o ex-presidente em um programa de debates, moderando conversas sobre a atualidade. Outra ideia teria apresentação da ex-primeira dama e trataria de temas como nutrição e saúde.

"Uma das alegrias mais simples da nossa jornada no serviço público foi conhecer pessoas fascinantes de todas as origens e ajudá-las a compartilhar suas experiências com o povo", disse Obama, em um comunicado. "É por isso que estamos muito empolgados com essa parceria com a Netflix."

"Esperamos que possamos cultivar vozes criativas, inspiradoras e talentosas para promover empatia e melhor entendimento entre as pessoas", continuou. "Queremos ajudá-las a mostrar suas histórias para todo o mundo." O valor do acordo não foi divulgado.

Nos últimos dias de Obama na Presidência norte-americana, a então diretora de comunicação da Casa Branca, Jen Paski, contou para o canal de notícias CNN que "ele é muito interessado no novo modo de consumir informações nos dias de hoje", citando a mídia online. Obama foi presidente dos Estados Unidos entre 2009 e 2017.

Publicado no começo desta tarde, a postagem da Netflix foi direta: "Presidente Barack Obama e Michelle Obama fecharam um acordo de vários anos para produzir filmes e séries para a Netflix, que pode incluir séries roteirizadas, séries documentais, documentários e perfis."

 

Barack Obama apareceu na Netflix recentemente no primeiro programa do apresentador David Letterman, chamado O Próximo Convidado Dispensa Apresentações, em janeiro. Ele comentou pouco sobre política e menos ainda sobre Donald Trump, embora tenha disparado algumas indiretas sutis. O político preferiu falar de direitos civis, família, democracia e outros assuntos mais gerais.

A vida pós-Presidência está agitada para os Obama. Além de emplacar esse acordo com a Netflix, o casal irá publicar livros sobre suas vidas pessoas. A biografia de Michelle se chamará Becoming e será lançada no segundo semestre. Já Barack Obama está trabalhando na sua obra. Eles fecharam um contrato de US$ 60 milhões (R$ 222 milhões) para a publicação das duas histórias.

Obama e Michelle são as contratações mais recentes da Netflix, que vem investindo sobre os nomes mais quentes e requisitados do mercado de entretenimento. No ano passado, a empresa fechou com Shonda Rhimes (Grey's Anatomy) um acordo na casa dos US$ 100 milhões (R$ 371 milhões). Em fevereiro, foi a vez de Ryan Murphy (American Horror Story) assinar um contrato três vezes maior do que o da Shonda. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook