MEMÓRIA DA TV

Para tirar férias nos anos 1970, Silvio Santos deixava seu programa com o irmão

FOTOS: ARQUIVO/TV TUPI e SBT

O apresentador Leo Santos, nome artístico de Leon Abravanel, com convidada do programa de Silvio Santos

Leo Santos apresentava durante férias do irmão e apresentador, Silvio Santos, em 1972

THELL DE CASTRO - Publicado em 09/03/2020, às 05h33

Atualmente, Silvio Santos passa pelo menos três meses do ano em sua casa em Orlando, nos Estados Unidos, deixando inúmeros programas gravados para exibição durante o período. Nos anos 1960 e 1970, no entanto, não era assim: ele era substituído nas atrações por seu irmão e pelo pai de Carlos Alberto de Nóbrega, entre outros.

Dono de uma verdadeira maratona televisiva de oito horas ao vivo aos domingos --e, durante alguns anos, em outros dias da semana também-- e com condições técnicas mais precárias em relação aos dias atuais, como o alto custo do uso do videoteipe, Silvio Santos, quando queria tirar férias, tinha de colocar substitutos em seu lugar.

Foi assim que seu irmão Leo Santos, nome artístico de Leon Abravanel, ocupou seu lugar durante vários anos nos programas dominicais, ostentando o característico microfone utilizado pelo dono do SBT até pouco tempo atrás. Quadros como Pra Ganhar É Só Rodar e Só Compra Quem Tem foram comandados pelo apresentador.

Leo, que também trabalhou nas empresas do grupo do irmão, chegou a ter atrações próprias, como o Programa Leo Santos, que substituiu o Silvio Santos Show na Tupi nas tardes de sábado em 1972. Ele também foi repórter do Baú da Felicidade, visitando fregueses que ganhavam prêmios, como fariam Ademar Dutra e Luis Ricardo nas décadas seguintes. 

Manuel de Nóbrega no ar com o microfone de Silvio Santos; substituto do patrão na TV

Em outras ocasiões, Silvio Santos foi substituído por Manuel de Nóbrega (1913-1976), famoso apresentador da televisão brasileira entre os anos 1950 e 1970 e criador do formato do humorístico A Praça da Alegria, que comandou durante muitos anos em várias emissoras, inclusive dentro do Programa Silvio Santos.

A atração cômica continua até hoje no ar no SBT, com outro título, A Praça É Nossa, que conta com o filho de Manoel, Carlos Alberto de Nóbrega, sentado no banco e recebendo os humoristas. Assim como Leo, Manoel também utilizava o microfone de Silvio Santos quando apresentava as atrações.

A partir dos anos 1980, com o avanço da tecnologia, Silvio passou a gravar programas com antecedência quando queria tirar sua merecida folga. Deixou de ser visto na televisão em poucas oportunidades, como em 1988, quando teve um problema nas cordas vocais, passou por procedimentos nos Estados Unidos, e ficou quatro semanas afastado da televisão.

Enquanto o SBT passava filmes, séries e desenhos no lugar de seu programa, o animador fazia planos para o futuro. Ele convenceu Gugu Liberato (1959-2019) a permanecer na emissora mesmo depois de assinar contrato com a Globo, tendo de solicitar sua liberação diretamente para Roberto Marinho (1904-2003), e prometeu dividir os domingos com o pupilo. Assim, a partir de 1988, Silvio e Gugu passaram a ser vistos juntos no principal dia da programação do SBT. 

Leo Santos, de óculos escuros, dando a notícia da morte de Elis Regina, em 1982, no SBT

Aos poucos, Leo Santos deixou de apresentar os programas e passou a trabalhar cada vez mais nos bastidores. Sua última imagem na televisão está disponível no YouTube: trata-se de um boletim extraordinário do então novato SBT sobre a morte da cantora Elis Regina, em 19 de janeiro de 1982.

A emissora, que não tinha tradição jornalística, deu a informação em primeira mão --tanto que Leo aparece no vídeo com óculos escuros. O irmão de Silvio Santos morreu menos de um mês depois, em 11 de fevereiro daquele ano, vítima de câncer. Seu filho, Leon Abravanel Júnior, sobrinho de Silvio Santos, é um dos diretores do SBT há muitos anos.


THELL DE CASTRO é jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira. Siga no Twitter: @thelldecastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook