Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DOMINGÃO DO FAUSTÃO

Milton Gonçalves é o primeiro ator negro a ganhar o Troféu Mário Lago

REPRODUÇÃO/GLOBO

Milton Gonçalves foi um dos seis homenageados da 18ª edição do Trofeú Mário Lago - REPRODUÇÃO/GLOBO

Milton Gonçalves foi um dos seis homenageados da 18ª edição do Trofeú Mário Lago

GABRIEL PERLINE

Publicado em 30/12/2018 - 19h39

A 18ª edição do Troféu Mário Lago, promovida por Fausto Silva no Domingão do Faustão, homenageou pela primeira vez um ator negro: Milton Gonçalves. O veterano foi condecorado ao lado de outros cinco grandes nomes da dramaturgia da Globo: Aracy Balabanian, Arlette Salles, Ary Fontoura, Francisco Cuoco e Nicette Bruno.

Das 25 personalidades homenageadas até hoje, Gonçalves é o segundo negro. Em 2008, há exatos dez anos, o cantor Gilberto Gil foi o primeiro premiado pelo conjunto de sua obra.

Logo no início do evento, Faustão exibiu um depoimento do ator Fabrício Boliveira, que contracenou com Milton em A Favorita (2008), e falou da importância do veterano na conquista de espaço para negros na televisão.

"É uma sensação que eu tenho é que é um caminho que foi desbravado por muitos antes. Claro que ainda com força de outros ancestrais que não conseguiram ultrapassar essas barreiras, esses limites do racismo que é imposto pra gente. E esse homem, que em 70 já estava brigando pela gente, abrindo esse caminho, sabe que é uma luta que não terminou e eu sinto isso também. Você é um dos grandes, você é o nosso herói", disse Boliveira.

Milton não conteve as lágrimas com o depoimento e foi ovacionado pela plateia do Domingão do Faustão. O Eliseu Emerenciano de O Tempo Não Para foi questionado pelo apresentador se ele se via com otimismo a questão do fim do preconceito racial.

"Eu tenho esse otimismo. Eu acho que cada vez mais a gente olha, pensa, fala, constroi e acho que a gente vai melhorar bastante, se Deus quiser. Até porque nós somos 54% da população", disse.

A primeira edição do Troféu Mário Lago foi realizada em 2001 e se chamava Conjunto da Obra. Naquele ano, homenageou o ator, radialista e compositor Mário Lago (1911-2002), que morreu no ano seguinte. Por esta razão, a premiação foi rebatizada e já homenageou diversas personalidades da TV e da música, como Laura Cardoso (2002), Hebe Camargo (2010) e Fernanda Montenegro (2013).

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?