Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NO É DE CASA

Maju Coutinho presta homenagem a Chadwick Boseman: 'Wakanda forever'

Reprodução/TV Globo

A apresentadora Maria Júlia Coutinho cruza os braços e diz "Wakanda forever" no É de Casa

Maju Coutinho fez gesto símbolo do filme Pantera Negra ao vivo na Globo: comovida com morte

REDAÇÃO

Publicado em 29/8/2020 - 10h13
Atualizado em 29/8/2020 - 15h03

A apresentadora Maria Júlia Coutinho, a Maju, prestou homenagem ao ator Chadwick Boseman (1976-2020) durante entrada ao vivo no É de Casa neste sábado (29). O intérprete do Pantera Negra morreu na sexta (28), e a âncora do Jornal Hoje fez o símbolo dos braços cruzados na altura do peito que marcou o filme do herói. "Wakanda forever", falou.

A frase dita por Maju também é um dos ícones do longa da Marvel, e serve como um cumprimento entre os personagens do reino fictício de Wakanda, uma nação superdesenvolvida que fica escondida no meio da floresta. 

Depois de apresentar alguns dos destaques da edição do Jornal Hoje, Maria Júlia encerrou falando da morte do ator, que lutava contra um câncer no cólon há quatro anos. "É isso, Wakanda forever. Eu assisti a esse filme, é muito bom", elogiou ela.

A âncora repetiu o gesto na entrada que fez no SP1 ao conversar com Roberto Kovalick. "Esse filme foi muito marcante, ele tinha aquele símbolo Wakanda forever. É um filme muito bom, que a gente se viu representado como heróis do cinema. Eu assisti e adorei", admitiu a jornalista.

No Jornal Hoje, ela voltou a mencionar Wakanda forever. Veja abaixo o vídeo com Maju Coutinho fazendo a homenagem no É de Casa:

A morte de Chadwick Boseman

Chadwick Boseman tinha 43 anos, e foi diagnosticado com câncer no estágio 3 em 2016. A doença avançou para o estágio 4, e ele não resistiu.

"É com um luto imensurável que confirmamos a morte de Chadwick Boseman. Ele tinha sido diagnosticado com câncer no cólon de nível 3 em 2016, e lutou com a doença nos últimos quatro anos enquanto ela progredia para o nível 4", diz a mensagem compartilhada nas redes sociais do ator.

"Um lutador de verdade, Chadwick resistiu durante tudo, a trouxe a vocês muitos dos filmes que tanto amavam. De Marshall: Igualdade e Justiça [2017] a Destacamento Blood [2020], Ma Rainey's Black Bottom [2020] e muitos outros, todos foram filmados durante e entre inúmeras cirurgias e sessões de quimioterapia."

"Foi a honra de sua carreira trazer à vida o rei T'Challa em Pantera Negra [2018]. Ele morreu em sua casa, com sua mulher e sua família ao seu lado. A família agradece pelo amor e pelas orações de vocês, e pede que vocês continuem a respeitar a privacidade dela durante esse momento difícil."

Leia também

Web Stories

+
Lançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundoDe sequestro-relâmpago a surto de ciúme: Veja a história de Kyra e Alan em Salve-se Quem PuderDe buraco de minhoca à salvação do Tesseract: O que você precisa saber antes de ver LokiDe harmonização facial a Dança dos Famosos: Veja como está o elenco de A Gata Comeu

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor série nacional lançada em 2021?