Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Paloma Poeta

Jornalista, irmã de Patrícia Poeta cobre tragédias e faz crepes na Band

Divulgação/Band

A jornalista Paloma Poeta, irmã de Patrícia Poeta, na sede da Band RS, no início deste ano - Divulgação/Band

A jornalista Paloma Poeta, irmã de Patrícia Poeta, na sede da Band RS, no início deste ano

PAULO PACHECO

Publicado em 7/10/2014 - 14h18
Atualizado em 8/10/2014 - 6h28

Irmã mais nova de Patrícia Poeta, Paloma Poeta segue o caminho da jornalista da Globo. Aos 22 anos, é repórter da Band no Rio Grande do Sul e é elogiada pelos colegas pela versatilidade: cobre crimes, eleições, já voou de paraquedas e até fez crepes no ar. A direção da Band estuda promovê-la em um programa jornalístico ou de entretenimento, como aconteceu com Patrícia, que deixará o Jornal Nacional no próximo dia 31 para virar apresentadora em 2015.

Contratada pela Band em janeiro de 2014, a repórter gaúcha segue os passos de Patrícia, 16 anos mais velha, que começou a carreira na mesma emissora em 1997, quando a irmã tinha apenas cinco anos. Formou-se em jornalismo pela PUC (Pontifícia Universidade Católica) e conseguiu um emprego na RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul.

Na Globo, Paloma Poeta não teve a mesma sorte de Patrícia. A repórter novata foi jogada na TVCOM, canal fechado da RBS, e sentiu-se desvalorizada. Foi quando recebeu a proposta do jornalismo da Band. Na nova casa, mostrou serviço e pediu para fazer reportagens sobre todos os temas.

"Eu já apostava na Paloma quando a visualizei na RBS. Vi que tinha muito talento e a trouxe para fazer reportagens de entretenimento. Ela tem uma postura de vídeo muito boa e eu acho mais bonita do que a Patrícia", cutuca Renato Martins, diretor de jornalismo da Band RS.

A versatilidade de Paloma Poeta chama a atenção e rende elogios na Band. Como repórter, já fez quase de tudo: cobriu crimes e tragédias naturais para o Brasil Urgente, trabalhou na Copa do Mundo e nas eleições para o Band Cidade. Já voou de paraquedas e aprendeu a fazer crepes em especiais de inverno na serra gaúcha.

"Ela me surpreendeu na [cobertura de] polícia, no factual, em tragédias, no sentido de fazer reportagens não só de cultura. Patrícia foi revelada aqui, essa trajetória semelhante é muito bacana, mas acho que são dois estilos diferentes", elogia o diretor de jornalismo.

Assista à reportagem de Paloma Poeta na Band RS aprendendo a fazer crepes:

Passos da irmã

A Band gaúcha já estuda promover Paloma Poeta para programas que envolvem jornalismo e entretenimento, assim como Patrícia na Globo, que deixará o Jornal Nacional para ser apresentadora de programa de variedades. "Estamos pensando em ideias para o ano que vem, alguns projetos envolvem ela", antecipa Renato Martins.

A polêmica saída de Patrícia Poeta do Jornal Nacional rendeu especulações e boatos, como a insatisfação de William Bonner e o mau desempenho da apresentadora do JN nas entrevistas com candidatos à Presidência. Bombardeada nas redes sociais, a jornalista recebeu apoio da irmã no Facebook.

"Quando se mudam a ordem das coisas, logo vêm as teorias, perguntas de o que deu errado, quem brigou, obrigou, desistiu. Quando, na verdade, a história é uma só: gente que quer viver feliz a vida toda, sem esperar", escreveu Paloma Poeta no Facebook.

Paloma Poeta ao lado da irmã mais velha, Patrícia Poeta (Foto: Reprodução/Instagram)


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.