Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MISTER DO FLAMENGO

Jorge Jesus causou climão em gravação com Galvão e se queimou na Globo

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Jorge Jesus com um terno preto e camisa azul, abraçado com Galvão Bueno, de terno preto e camisa azul também

Jorge Jesus com Galvão Bueno: técnico se recusou a dividir programa e causou mal-estar na Globo

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 9/5/2022 - 13h31

Ex-técnico do Flamengo entre 2019 e 2020, Jorge Jesus não ficou mal visto apenas com a diretoria do clube ao tentar cavar seu retorno. O português também ficou queimado na Globo. O profissional de 67 anos se recusou a dividir um Bem Amigos!, comandado por Galvão Bueno no SporTV, com um compatriota na semana passada. Por isso sua entrevista foi gravada. E a emissora não gostou nada de ele ter descumprido a palavra que tinha dado sobre não conversar com outros jornalistas. 

O material gravado no último dia 2 vai ao ar nesta segunda (9), a partir das 22h. Por motivos óbvios, Jesus não vai comentar nada sobre a conversa que teve com Renato Maurício Prado, no UOL, publicada na quinta (5). Com o jornalista, o técnico disse que poderia esperar o Flamengo contratá-lo até o dia 20 e criticou o atual comandante, Paulo Sousa. O fato pegou muito mal com parte da torcida e dos técnicos portugueses que trabalham no Brasil.

Segundo apurou o Notícias da TV, a intenção da Globo era colocar Jorge Jesus para ser atração do Bem Amigos! já na semana passada. No entanto, foi atendido um pedido do lusitano, que se recusou a dividir o programa com o compatriota Luís Castro --que comanda o Botafogo desde o mês passado. Para não cometer uma indelicadeza com Castro, com quem já havia marcado data há algumas semanas, a Globo teve de se virar nos 30.

A entrevista com Jorge Jesus foi negociada pessoalmente por Galvão Bueno. Foi então preparado um esquema especial para recebê-lo durante a tarde. Já de noite, Luís Castro foi sozinho ao Bem Amigos!, mas sem Galvão Bueno --o esportivo foi comandado por Cléber Machado. Ele não "dobrou" naquele dia e só foi aos estúdios por causa do mister.

A Globo quis manter o mistério sobre a gravação. Planejou pequenas chamadas no SporTV e no seu site esportivo, o GE, além de VT curto sobre os bastidores da entrevista com Eric Faria para o Esporte Espetacular. Jorge Jesus deu sua palavra de que não iria conversar com mais ninguém naquela semana e que se tratava de uma entrevista única à Globo e a Galvão Bueno.

Papo de Jesus com Galvão 'esfriou'

Tudo mudou na quinta. A direção da emissora ficou incrédula ao ver a conversa de Jesus com Renato Maurício Prado publicada no UOL, com críticas para Paulo Sousa e o atual Flamengo. Internamente, houve a apuração de que não se tratou de uma conversa "em off" (termo jornalístico usado para informações passadas com sigilo de fonte) e sim uma entrevista às claras. 

Como já havia combinado algumas questões com Jesus e Galvão, a Globo manteve o planejamento e cumpriu tudo o que havia planejado sobre a entrevista. Mas no SporTV, o papo agora é visto como algo "frio", que não terá o mesmo impacto que tiveram as declarações para Renato Maurício Prado --não por culpa do jornalista que já trabalhou na Globo, mas sim por causa de Jorge Jesus.

O técnico ficou queimado na emissora. Em próximas conversas, se elas acontecerem, não se dará tanto privilégio. Será respeitado o seu histórico vencedor e tudo o que ele conquistou no Brasil, mas a Globo não guardará material nesse sentido. Os chefes "aprenderam a lição", segundo fontes.

Procurada pelo Notícias da TV, a Globo afirmou que dividiu os programas para que Jorge Jesus e Luís Castro pudessem falar sobre os temas que quisessem com mais tempo. A emissora também sinalizou que eles são amigos e jantaram juntos. O Flamengo diz que só vai se pronunciar sobre o caso Jorge Jesus após ver o que ele disse para o narrador no SporTV. 


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.