Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Flagrante

Gravação de pegadinha de Gugu com Luiz Bacci acaba na polícia

Reprodução/Instagram/@GuguLiberato

Gugu Liberato, Luiz Bacci e figurante durante gravação de pegadinha em vídeo publicado pelo apresentador - Reprodução/Instagram/@GuguLiberato

Gugu Liberato, Luiz Bacci e figurante durante gravação de pegadinha em vídeo publicado pelo apresentador

DANIEL CASTRO e DANÚBIA PARAIZO

Publicado em 27/5/2015 - 16h10
Atualizado em 27/5/2015 - 16h56

Terminou na polícia a gravação de uma pegadinha com Luiz Bacci que o programa de Gugu Liberato exibe nesta quarta-feira (26). Três produtores do quadro foram detidos e levados algemados para o 23º DP (Distrito Policial), em Perdizes (na zona oeste de São Paulo). Na delegacia, eles assinaram um termo circunstanciado por usurpação de função pública, por terem usado carros parecidos com os da Polícia Civil e por terem simulado uma blitz em via pública, sem a devida autorização da Secretaria de Segurança.

Os profissionais foram liberados cinco horas e meia depois, mas podem ser condenados a penas leves, como a prestação de serviços comunitários ou o fornecimento de cestas básicas.

Na pegadinha, o apresentador Luiz Bacci foi surpreendido por uma blitz da polícia e teve seu carro revistado. Enquanto Bacci conversava com figurantes disfarçados de policiais, o cão de estimação do apresentador foi raptado, o que deixou o jornalista indignado.

Moradores da Barra Funda, na vizinhança da Record, onde ocorria a gravação, estranharam a movimentação e acionaram a polícia. Na hora em que os policiais de verdade chegaram ao local, por volta das 13h da última segunda-feira (25), Gugu, Bacci e a jornalista Fabíola Reipert, que participou da pegadinha, já tinham ido embora.

Os dois carros usados na falsa blitz tinham adesivos e sirenes iguais aos dos veículos da Polícia Civil. Os automóveis foram adereçados por uma empresa contratada pela Record e sumetidos à perícia na polícia. "Fazer uma blitz falsa na via publica é um perigo enorme. Há o risco de um traficante cheio de drogas passar atirando em todo mundo e causar uma tragédia", disse ao Notícias da TV o delegado Lupercio Antonio Dimov, que atendeu a ocorrência.

A pegadinha deveria contar com a participação da jornalista Fabíola Gadelha. A ideia da Record era mostrar que Gadelha não se sentiu prejudicada por ter sido substituída por Luiz Bacci no Balanço Geral Manhã, em abril, apenas cinco meses depois de assumir o comando do matinal. Mas Gadelha, que pensava ser amiga de Bacci, ainda não o perdoou Bacci e não aceitou fazer a gravação.

A Record não se manifestou.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Web Stories

+
Como Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega PegaDe Luísa Sonza a Ana Hickmann: Veja as mansões de dez famosos brasileiros

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?