Estreia hoje

Em Segunda Dama, Heloísa Périssé apimenta clichê com sexo

Paulo Belote/TV Globo

Heloísa Périssé, como a gêmea Analu, em cena de Segunda Dama, série de nove epsódios que estreia hoje - Paulo Belote/TV Globo

Heloísa Périssé, como a gêmea Analu, em cena de Segunda Dama, série de nove epsódios que estreia hoje

ROSEANE SANTOS, do Rio de Janeiro - Publicado em 09/05/2014, às 21h47 - Atualizado em 15/05/2014, às 11h02

RESUMO: Estreia nesta quinta (15) a série Segunda Dama, em que a atriz Heloísa Périssé interpreta uma gêmea rica e outra, suburbana. Sem se verem há muitos anos, elas se reencontram e trocam de lugar. Segundo os autores, a troca é apenas pano de fundo para um mistério maior que envolve o passado das irmãs. No elenco, nomes como Dan Stulbach, José Loreto e Hélio de la Peña

Nova série da Globo, Segunda Dama traz Heloísa Périssé no clichê das gêmeas rica e pobre que trocam de lugares. Essa história que já alimentou de dramalhão mexicano a esquete de programa de humor popular, surgirá em comédia apimentada com cenas de sexo entre a atriz e o personagem de José Loreto, um prostituto, que diz não ter tido medo de colocar o "bilau em jogo" durante as gravações. No ar a partir de hoje por volta das 23h, terá também muitos palavrões.

“Brincamos com o clichê. A história não é sobre gêmeas que trocam de lugar, parece que é sobre isso, mas não é”, diz Heloísa, que assina o texto em parceria com Paula Amaral e Isabel Muniz. Segunda Dama terá nove episódios e irá ao ar depois de A Grande Família. Se agradar ao público, há chance de uma segunda temporada.

Vendedora de sacolé (geladinho em São Paulo) no Piscinão de Ramos, no subúrbio carioca, Marali é uma mulher alto-astral e cheia de amigos, apesar da dificuldade financeira e de carregar uma culpa por uma fatalidade que aconteceu no passado.

Ao contrário da gêmea humilde, Analu é sofisticada e vive cercada de luxo. Ficou rica depois de se casar com Paulo Hélio (Dan Stulbach). Há dez anos, desde que foi diagnosticado com transtorno obsessivo compulsivo, o marido não sai de casa.

Após anos sem uma saber da outra, Marali e Analu se reencontram e, a pedido da ricaça, trocam de lugar, o que a irmã humilde aceita por se sentir em débito com ela. A troca é parte de um plano arquitetado por Analu, mas que só será revelado no fim.


Heloísa como a gêmea pobre Marali, que vende sacolés no Piscinão de Ramos

'Bilau' em jogo

Foram cinco meses de gravação com um elenco de apenas dez pessoas. José Loreto, que interpreta o michê Kaíke, caso de Analu, promete apimentar o ritmo da produção com cenas que exploram sua boa forma. “Não tive medo de colocar o bilau em jogo. Acho que o figurino que mais usei foi o tapa-sexo", brinca o ator.

A linguagem é outro ponto que dá o tom da história. Marali, por exemplo, nāo economizará em palavrōes. “O horário permite. O bom é que ficará bem mais perto da realidade", fala a autora Paula Amaral.

Cenário carioca

O cenário da história é o Rio, tanto a sua orla quanto sua periferia. Além do já citado Piscināo, haverá cenas no bairro de Marechal Hermes.

“Esse projeto sempre nos encantou porque fala um pouco do temperamento bem-humorado da cidade, que acabou ficando um pouco perdido nos últimos tempos”, comenta o diretor de núcleo Wolf Maya.

As atrizes Zezeh Barbosa e Carolina Pismel, que interpretam a dupla de domésticas da mansão de Analu, são um reforço para o lado divertido da história. “É um estilo muito brasileiro, lembra a chanchada", diz Maya.

No elenco, outro nome que se destaca é o do ex-casseta Hélio de La Peña, que será Edimúcio, um chefão do tráfico que tem uma queda por Marali. “Vai ser uma grande surpresa, pois é um personagem nada caricato, nada a ver com o que as pessoas estavam acostumadas a ver no Casseta & Planeta", afirma De la Peña.

Relembre personagens interpretados por Heloísa Périssé na TV

Autora de novela

Heloísa Perissé diz que se preocupou em compor suas personagens nos mínimos detalhes. "Sou uma atriz de criar. Colocar um cabelo, um trejeito ali e outro aqui. Sempre fiz humor, mas também trabalhei com outros gêneros, como na minissérie Dercy e nas novelas Cama de Gato, Cordel Encantado, Avenida Brasil. Gosto muito do que faço, sou inquieta, não paro", comenta.

A atriz fez questão de falar que as gêmeas deram muito trabalho. "Tomo antibióticos até hoje, isso porque faz mais de um mês que acabaram as gravações (que duraram de outubro de 2013 a março de 2014). Caí em bueiro, peguei sol no calor de 40 graus no Piscinão de Ramos, mas foi ótimo, uma equipe maravilhosa", conta.

Segunda Dama nem bem estreou e a cabeça de Heloísa já fervilha com novas ideias.

Ela revelou que está montando um espetáculo para suas duas filhas, Luiza, 14 anos, do seu casamento com Lug de Paula, e Antônia, 8, da uniāo com o diretor Maurício Farias.

Para o futuro, a atriz sonha em escrever novelas. "Não tenho sinopse ainda, mas vou escrever. Sempre gostei. A comédia me abriu as portas e nunca vou negar isso. Meu primeiro contrato com a Globo foi como autora em 1991. Fui roteirista no programa O Belo e as Feras, Escolinha do Professor Raimundo, Zorra Total, Sai de Baixo, entre outros."

LEIA TAMBÉM:

Galvão Bueno desfalca jantar de Dilma com locutores da Copa 

Globo abre armário, e personagens gays invadem novelas

Em Segunda Dama, Heloísa Périssé apimenta clichê com sexo

Em Família: Autor pede 'luta do século' entre Virgílio e Laerte

Esmalte de Bruna Linzmeyer em novela é mistura; conheça segredo

Tudo sobre

José Loreto

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está gostando de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook