Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NO ALERTA NACIONAL

'É o quintal da Ludmilla', diz Sikêra Jr. sobre apreensão de 50 mil pés de maconha

REPRODUÇÃO/YOUTUBE E DIVULGAÇÃO/RODOLFO MAGALHÃES

Sikêra Jr. de terno e com mãos juntas no Alerta Amazonas e Ludmilla no clipe Verdinha, atrás de maços de alface

Sikêra Jr. e Ludmilla; apresentador disse que polícia apreendeu maconha no "quintal" da cantora

REDAÇÃO

Publicado em 14/7/2020 - 16h41

O apresentador Sikêra Jr. ironizou que a ação da PF (Polícia Federal) que apreendeu 50 mil pés de maconha ocorreu no "quintal da Ludmilla", uma referência à música Verdinha, lançada pela funkeira no ano passado. A canção é alvo de críticas por parte do público e já foi acusada de fazer apologia ao uso e à venda da droga.

No Alerta Nacional de segunda-feira (13), o apresentador da RedeTV! repercutiu uma ação da operação Muçambê, deflagrada pela PF em Pernambuco nos últimos meses. No total, o órgão já incinerou mais de 500 mil pés de maconha, o que equivale a cerca de 180 toneladas.

Após a participação ao vivo do repórter Ricardo Neves com detalhes sobre o caso, Sikêra associou a notícia à música da cantora. "Atenção, descobrimos agora que o helicóptero pousou no quintal da Ludmilla. Eita, descobriram pelo GPS. É o quintal da Ludmilla", brincou o jornalista, enquanto exibia imagens da operação no estúdio.

"Quem diria hein, a R$ 1?", questionou em seguida, enquanto os colegas de elenco comemoravam a notícia. No fim do programa, ele cantou o Reggae da Maconha, música utilizada pelo apresentador após noticiar casos relacionados à droga.

Em novembro de 2019, Ludmilla lançou a música Verdinha. Na letra, a cantora diz: "Eu fiz um pé lá no meu quintal. Tô vendendo a grama da verdinha R$ 1". O hit não agradou aos mais conservadores e gerou ameaça de boicote à marca de cosméticos Avon por parte de consumidores e revendedores. A mulher de Brunna Gonçalves era garota-propaganda da empresa na época.

A polêmica também atingiu Fátima Bernardes. Em 23 de dezembro de 2019, Ludmilla cantou a música no matinal Encontro. O deputado federal e pastor Otoni de Paula (PSC-RJ), aliado do presidente Jair Bolsonaro, protocolou na Procuradoria-Geral da República e na PF uma notícia-crime contra a apresentadora, na qual a acusou de utilizar seu espaço em rede nacional para fazer apologia ao uso de drogas.

Após a grande repercussão, o Ministério da Justiça reclassificou o programa como não recomendado para menores de 10 anos.

O Notícias da TV entrou em contato com a assessoria de Ludmilla, mas não obteve retorno até o fechamento deste texto.

Confira o vídeo de Sikêra Jr. com a referência a Ludmilla:

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?