Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NO LIFETIME

Docussérie que destruiu carreira do músico R. Kelly chega à TV brasileira

Divulgação

O músico R. Kelly em foto tirada no momento de sua prisão, em fevereiro: carreira destruída na TV - Divulgação

O músico R. Kelly em foto tirada no momento de sua prisão, em fevereiro: carreira destruída na TV

REDAÇÃO

Publicado em 12/3/2019 - 16h46

O canal pago Lifetime estreia nesta sexta-feira (15), às 20h40, a minissérie documental Sobreviver a R. Kelly, que acabou com a carreira do músico e resultou em sua prisão. A produção bateu recorde de audiência durante sua exibição nos Estados Unidos. Ao longo de seis episódios, são relatados casos de abuso sexual cometidos pelo cantor. Ele nega.

Em fevereiro, um mês após a exibição nos EUA, o cantor foi preso em Chicago devido às acusações de abuso sexual mostradas no documentário, inclusive envolvendo três menores de idade. Depois de passar três dias detido e pagar uma fiança de US$ 100 mil, Kelly foi liberado.

Agora, ele aguarda julgamento. Para cada uma das dez acusações, ele pode ser condenado a até sete anos de prisão. Diversas celebridades se posicionaram contra o músico, e até se desculparam por terem colaborado com o artista. Foi o caso de cantores como Lady Gaga, Celine Dion e John Legend. A gravadora Sony/RCA também rescindiu seu contrato com Kelly.

A minissérie será exibida no Lifetime até domingo (17), com dois capítulos por dia. A produção dá voz a dez vítimas diferentes e a mulheres do círculo íntimo de R. Kelly, revelando segredos que o público ainda não conhece.

Também participam a ex-mulher do cantor, Andrea Kelly, sua ex-noiva, Kitti Jones, e os irmãos Cary e Bruce Kelly, além da apresentadora Wendy Williams e a ativista Tarana Burke. Ao todo, são 52 entrevistas que trazem novas acusações a respeito dos abusos sexuais, psicológicos e físicos.

A estreia de Sobreviver a R. Kelly no Brasil acontece em momento propício. Nesta semana, foi exibida nos EUA uma entrevista do músico à jornalista Gayle King, da rede CBS. Dividida em capítulos, a conversa mostrou Kelly chorando e negando todas as acusações. As suas duas namoradas atuais também defenderam o artista.

R. Kelly é o cantor de R&B mais bem-sucedido da década de 1990, vendendo mais de 75 milhões de discos em todo o mundo. Ele também ganhou três Grammys, o Oscar da música, e foi indicado outras 22 vezes ao prêmio.

Também entrou para o Livro dos Recordes por escrever a canção You Are Not Alone, gravada por Michael Jackson --foi a primeira música a estrear nas paradas de sucesso na primeira posição.

TUDO SOBRE

Lifetime

TV Paga

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?