Refavela 40

Documentário da HBO mostra julgamento e condenação de Gilberto Gil por maconha

Reprodução/HBO

Gilberto Gil em cena do documentário Refavela 40, que estreia nesta terça (19) na HBO

Gilberto Gil em cena do documentário Refavela 40, que estreia nesta terça (19) na HBO

FERNANDA LOPES - Publicado em 19/11/2019, às 05h18

Gilberto Gil e sua obra são o tema do documentário Refavela 40, que estreia na HBO nesta terça (19). O material aborda o processo de criação do disco homônimo dos anos 1970, considerado um dos mais importantes da MPB. Durante esse período, um episódio específico é exibido: o dia em que Gil foi julgado e condenado à internação por posse de maconha.

O ano era 1976 e, durante a Ditadura Militar (1964-1985), as leis em relação às drogas eram mais severas do que hoje. Não existia a figura do "usuário de drogas", e qualquer pessoa pega com substâncias ilícitas poderia ser julgada como traficante.

Gil se preparava para fazer um show em Florianópolis, capital de Santa Catarina, quando o quarto de hotel em que estava foi vasculhado pela polícia, a mando de um delegado que tinha inimizade com o organizador do show. Foi encontrado um baseado na carteira do cantor, o suficiente para submetê-lo à Justiça.

O documentário mostra trechos do julgamento e da sentença que Gil recebeu por este caso. Para tentar receber uma pena menor, ele se declarou viciado em maconha e disse que a erva lhe ajudava em sua "introspecção mística". Mesmo assim, não conseguiu escapar da punição por completo. 

A princípio, o juiz o condenou a um ano de prisão, mas depois substituiu a pena por internação em um hospital psiquiátrico na região de Florianópolis. Gil ficou lá durante quatro dias. E, depois de sair, ainda teve de se submeter a consultas médicas de dez em dez dias. 

A experiência, ainda que traumática, foi também inspiradora para o cantor. Foi com base no tempo que passou no manicômio que ele escreveu canções como Sandra, em homenagem às enfermeiras do local, e Aqui Agora, sobre a sensação de liberdade ao sair do local.

reprodução/youtube

Gilberto Gil em 1976, no dia em que foi condenado à internação por vício em maconha


Refavela 40

Além desse episódio, o documentário conta com muitas gravações e registros antigos de Gil e sua banda, no início da década de 1970, que retratam as incursões culturais que culminaram no lançamento do álbum Refavela.

Uma viagem de Gil à Nigéria, por exemplo, foi responsável por influenciar muito a música dele e suas referências socioculturais. O documentário, dirigido por Mini Kerti e com entrevistas conduzidas por Bem Gil e Hermano Vianna, também aborda a importância de movimentos culturais negros no Brasil, como a banda Black Rio e o bloco Filhos de Gandhy.

O documentário Refavela 40 irá ao ar na HBO nesta terça, às 22h. Confira o trailer:

Tudo sobre

HBO

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que você mais quer ver no BBB20?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook