Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

A TV de Xuxa

Diretores trocam farpas na Record, e bispo substitui reuniões por orações

Divulgação/Record

O bispo Edir Macedo e Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo, em almoço na Record - Divulgação/Record

O bispo Edir Macedo e Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo, em almoço na Record

DANIEL CASTRO

Publicado em 4/3/2015 - 2h44

A Record que Xuxa Meneghel encontrará nesta quinta-feira (5), quando será apresentada à imprensa, é uma emissora dividida pela disputa de poder entre seus principais executivos e que ainda confunde o local de trabalho com igreja. A apresentadora já é alvo de disputa entre o bispo Marcelo Silva, vice-presidente artístico e de programação, e Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo. Silva, que se empenhou em contratar Xuxa, a quer em um programa vespertino diário. Tavolaro a defende em uma atração noturna, nos moldes de Gugu Liberato, com exibição às quartas à noite.

Biógrafo de Edir Macedo e prestigiado pelo dono da Record e líder da Igreja Universal, Tavolaro é um nome em ascensão na emissora. Na semana passada, assumiu o comando do Programa do Gugu, intervindo na edição final da entrevista de Suzane von Richthofen.

Nas reuniões de cúpula, Tavolaro e Silva têm trocado farpas e ironias. O vice de jornalismo tem dito que está acostumado a levar a emissora nas costas, já que sua área produz dez horas e meia de conteúdo por dia e responde pelas maiores audiências, como o Cidade Alerta. Já Silva devolve afirmando que o jornalismo segue uma estratégia de intervalos comerciais (longos e sempre no começo das atrações) que não pensa na emissora como um todo nem na divulgação de seus programas.

Enquanto isso, Marcelo Cardoso, irmão do genro de Edir Macedo, Renato Cardoso, e apontado como futuro presidente da emissora, retoma práticas dos primórdios da Igreja Universal na Record. Há menos de um mês trabalhando em São Paulo, Cardoso tomou para si, na última segunda (2), a sala onde diariamente se reúne o conselho de programação da emissora. Transformou o local de trabalho em uma sala de orações.

Para falar da Record Internacional, que comandou até fevereiro, Cardoso se reuniu com cerca de 30 obreiras e pastores da Universal, a maior parte vindos da África e da Europa. Mas a pregação dominou as conversas, e os gritos de amém e aleluia foram ouvidos dos corredores. A pessoas próximas, Cardoso tem dito que a Bíblia é o melhor livro de administração que existe e que a Record deve ser administrada seguindo a obra sagrada.

Cardoso não é o único que pensa assim. Marcus Vinicius Vieira, vice-presidente executivo, que vem comandando um processo de redução de gastos e demissões na emissora, também cita a Bíblia em suas reuniões e a usa para fundamentar decisões.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Outubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco original

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas