Guerra de audiência

Diretor do SBT compara dono do Ibope a Hitler e Saddam Hussein

AgNews

O diretor de planejamento artístico do SBT, Fernando Pelégio, em evento comemorativo no ano passado - AgNews

O diretor de planejamento artístico do SBT, Fernando Pelégio, em evento comemorativo no ano passado

DANIEL CASTRO - Publicado em 11/08/2014, às 17h40 - Atualizado em 12/08/2014, às 04h38

Indignado com a queda de audiência de alguns programas do SBT, o diretor de planejamento artístico da emissora, Fernando Pelégio, soltou os cachorros em cima de Carlos Augusto Montenegro, principal acionista e presidente do Ibope. Na noite de domingo, Pelégio escreveu no Twitter que Montenegro é "farinha do mesmo saco" dos ditadores Adolf Hitler (1889-1945), Saddam Hussein (1937-2006) e Idi Amin Dada (1920-2003).

Pelégio apagou a mensagem logo em seguida, mas já era tarde _seguidores já tinham feito cópia (veja abaixo). Ontem (11), o executivo disse que "falou besteira no calor do momento", mas manteve as suspeitas sobre o Ibope, tanto que deixou expostas na rede social outras postagens contra o Ibope, algumas em tom dramático. 

"Chega uma hora que cansa ver profissionais dignos perderem o sustento e a saúde por conta de incompetência ou má intenção", desabafou no Twitter. "Vi famílias que se desestruturaram por conta de números estranhos. O trabalho é sagrado para o homem. Eles [do Ibope] não têm noção do mal que fazem", finalizou.

Mudança estranha

O diretor de planejamento artístico do SBT disse ao Notícias da TV que suspeita que o Ibope tenha feito alguma mudança na amostra e que isso tenha alterado a medição da audiência de TV aberta. "Alguma coisa está errada. O que funcionou até 31 de julho não funcionou mais a partir de 1° de agosto", afirmou. 

Segundo ele, a reprise da novela Rebelde caiu de sete para cinco pontos. O programa de Eliana, que marcava de oito ou nove pontos, baixou para seis. Pelégio também observa uma "estranha" queda nos números da Globo, principalmente na faixa vespertina e na novela Império.

O diretor diz que o Ibope costuma mudar sem aviso prévio os parâmetros da amostra. Por exemplo, diminui o peso das crianças ou aumenta o dos domicílios com TV por assinatura, prejudicando o planejamento das emissoras. Da noite para o dia, lamenta ele, o "hábito" do telespectador muda artificialmente.

O Notícias da TV procurou o Ibope no início da tarde de ontem (11), mas o instituto não se posicionou sobre as suspeitas de Fernando Pelégio até a conclusão deste texto.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook