Nova carreira

Diego Hypólito assina contrato como comentarista e se prepara para virar cantor

Reprodução/TV Globo

Diego vai comentar os Jogos Pan-Americanos pelo SporTV e, como cantor, já tem uma música gravada - Reprodução/TV Globo

Diego vai comentar os Jogos Pan-Americanos pelo SporTV e, como cantor, já tem uma música gravada

ANA CORA LIMA - Publicado em 25/07/2019, às 05h16

Fora dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, que começam no dia 26, por causa de uma lesão no pé, Diego Hypólito virou comentarista do SporTV. Após assinar um contrato temporário com o canal pago na segunda-feira (22), o ginasta olímpico contou ao Notícias da TV que se prepara para estrear nos palcos como cantor. Diego, que recentemente assumiu sua homossexualidade, quer seguir na carreira musical.

"A música sempre foi um refúgio, o meu lugar de paz. Até um tempo atrás, ninguém sabia que eu cantava, só que aos poucos fui tomando coragem. Hoje, me sinto seguro para cantar.  Até o ano que vem a prioridade é a ginástica artística, mas depois quero ver o que vai dar."

Aos 33 anos, Diego está atrás de produtores musicais e busca ajuda de profissionais do meio para se aperfeiçoar. Ele ainda aproveita shows de amigos para fazer algumas apresentações. "Já cantei com Maria Cecília & Rodolfo, Maiara & Maraisa, Thiaguinho e Jojo Todynho. Se vejo um microfone sobrando, eu peço logo para cantar e as pessoas têm me incentivado. Isso prova que sou afinado", brincou.

Com um show agendado para os próximos dias em uma casa noturna, na Barra da Tijuca, no Rio, Diego entregou que já tem uma música própria. A primeira gravação em estúdio de Tanto Faz foi feita com uma levada reggaeton, mas ele quer mudar a canção para algo mais sertanejo, seu ritmo preferido.

A composição tem muito a ver com que o atleta passou e sofreu até assumir sua sexualidade, e o melhor exemplo está no refrão: "Agora posso ser quem eu sou".

Ser gay não era novidade

Diego admitiu que se assustou com a repercussão que sua saída do armário teve na mídia. "Vivemos em um mundo com muitos rótulos, e não é comum alguém perguntar se uma pessoa é ou não hétero. Nunca tinham me perguntado antes. Jamais imaginei essa confusão, até porque todo mundo que convivia comigo sabia sobre a minha sexualidade", reconheceu.

Aliviado, ele disse que tem sobrevivido aos ataques dos haters nas redes sociais. "Não me sinto mais incomodado com nada. O que eu mais aprendi nos últimos tempos é respeitar as pessoas, ter educação e propagar o amor."

Apesar de lamentar não poder competir nos Jogos Pan-Americanos, Diego está ansioso por poder participar do torneio como parte da equipe da SportTV. A Record também vai transmitir a competição. O ginasta adiantou que irá encerrar a carreira de atleta no ano que vem, depois dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

"Tenho objetivos na competição. O Brasil tem que levar a melhor equipe e, se eu estiver entre os melhores, que eu seja merecedor de competir. Estou treinando para parar depois do ciclo olímpico."

Tudo sobre

Record SporTV

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook