No Canal Sony

De aposta milionária a boneco inflável: Tudo sobre a volta do Shark Tank Brasil

Divulgação/Canal Sony

Os empresários João Appolinário e Cristiana Arcangeli no primeiro episódio da nova temporada de Shark Tank - Divulgação/Canal Sony

Os empresários João Appolinário e Cristiana Arcangeli no primeiro episódio da nova temporada de Shark Tank

FERNANDA LOPES - Publicado em 28/06/2019, às 05h18

O Shark Tank Brasil estreia sua quarta temporada no Canal Sony nesta sexta (28) com "tubarões" ainda mais afiados, empreendimentos inusitados e negociações acirradas. O reality volta com um novo jurado, um curioso pedido de aporte para a fabricação de um boneco inflável e a maior proposta de investimento que já foi feita na versão brasileira do programa.

Desde 2016 no ar, o programa bateu recorde de inscrições para a nova leva de episódios: foram 2 mil empreendedores em busca de um espaço para apresentar seus projetos aos tubarões.

O empresário Caíto Maia, que faz parte do elenco do programa, afirma que os participantes já parecem muito mais preparados, e a investidora Camila Farani, por outro lado, diz que agora os tubarões também estão mais exigentes. "Eu busco sangue nos olhos, não quero só um vendedorzão", afirma.

No episódio de estreia, eles recebem participantes bem diferentes; alguns bastante avançados em seus negócios, outros ainda no início, sem saber muito bem como se desenvolverem.

O primeiro a entrar no estúdio é Jonathan Tebaldi, que tem uma empresa de decoração focada em papéis de parede. Mas o que chama a atenção mesmo é sua vontade de vencer na vida. O empreendedor conta que já passou por muitos problemas de saúde e dificuldades financeiras e deixa Camila Farani aos prantos. 

O segundo participante traz um clima bem mais leve. Juca Amaral aparece como um homem humilde, que já foi à falência, conseguiu se reerguer e inventou Wilson, o boneco inflável antiassalto.

A ideia é que o motorista que adquirir Wilson deixe o produto ao seu lado quando estiver dirigindo sozinho. Assim, possíveis assaltantes acharão que o motorista está acompanhado de um homem forte e mal-encarado e desistirá de roubar a pessoa. "Já entrevistei até trombadinha de rua, é comprovado", diz o empreendedor para tentar convencer os tubarões. Eles caem na gargalhada com a apresentação.

divulgação/canal sony

O empresário Juca Amaral com seu invento, o boneco Wilson, feito para afastar ladrões

É o terceiro caso, no entanto, que mais aquece as negociaçõess. Um grupo de quatro sócios apresenta uma empresa de tecnologia que tem o objetivo de vender dispositivos para deixar uma casa toda conectada. O cliente que adquirir o serviço poderá apagar uma lâmpada pelo celular, por exemplo.

Os tubarões acharão que a oportunidade de crescer no negócio é muito boa. José Carlos Semenzato, empresário bilionário que entra para o elenco do Shark Tank nesta temporada, faz uma boa proposta, mas o valor prometido por João Appolinário é ainda maior.

Por fim, outra história emociona os tubarões. A vendedora de acarajé Teomila Santos conta como deixou a Bahia e foi vender quitutes na periferia de São Paulo, prosperou e agora precisa de R$ 300 mil para montar sua primeira loja. Ela chora ao falar que já sofreu preconceito por se vestir de baiana e recebe o carinho dos jurados.

A reestreia do Shark Tank Brasil vem com outras duas novidades: o programa terá um spin-off de 20 minutos, com bastidores das gravações, transmitido no perfil do Twitter do Canal Sony às sextas, às 21h40; e dará origem também a um podcast sobre empreendedorismo.

A atração se chamará Três Mil Dentes e será apresentada por Erick Krominski. As convidadas do programa de estreia, disponível em plataformas de streaming nesta sexta (28), são Camila Farani e Ana Paula Padrão.

Formato de sucesso em mais de 30 países, o reality show vai ao ar no Canal Sony às sextas-feiras, às 22h.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook