INCOMODADO COM VÍDEO

Datena se irrita ao cobrar presidente da Caixa: 'O Bolsonaro não tem a ver com isso'

REPRODUÇÃO/BAND

O apresentador José Luiz Datena no estúdio do Brasil Urgente neste sábado (23)

José Luiz Datena voltou a falar do vídeo em que o presidente da Caixa aparece mencionando a Band

REDAÇÃO - Publicado em 23/05/2020, às 18h42

Um dia depois da divulgação do vídeo em que o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que a Band havia pedido dinheiro ao governo de Jair Bolsonaro, o apresentador José Luiz Datena voltou a cobrar um pedido de desculpa. Neste sábado (23), enquanto dizia que não ficou satisfeito com a nota divulgada pelo dirigente do banco, o apresentador do Brasil Urgente se irritou ao colocarem a imagem de Jair Bolsonaro no telão do policialesco.

"O Bolsonaro não tem nada a ver com isso, não tô falando dele. Por que colocaram aqui [no telão]? Foi o cara da Caixa", esbravejou o jornalista. A imagem foi rapidamente retirada pela equipe.

No vídeo da reunião ministerial de Bolsonaro, Pedro Guimarães dizia que a Band havia pedido dinheiro à Caixa Econômica, mas não concluiu sua fala sobre a aprovação ou não da verba que a emissora teria solicitado.

"Acho que a gente tá com um problema de narrativa. Hoje de manhã, por exemplo, o pessoal da Band queria dinheiro. O ponto é o seguinte: vai ou não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Ah, não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Passei meia hora levando porrada, mas repliquei", falou o presidente do banco.

A fala foi exibida ao vivo no Brasil Urgente de sexta (22) e deixou Datena bastante irritado com a colocação e afirmou que não entrevistaria mais o presidente Bolsonaro nem pessoas da Caixa. O apresentador cobrou uma explicação de Pedro Guimarães, que emitiu um comunicado na noite de ontem: "Durante a reunião, me encontrava sob forte emoção".

"Todos sabem o momento que estamos atravessando na Caixa, em especial para cumprir a hercúlea tarefa de levar o auxílio emergencial a mais de 50 milhões de brasileiros. Em nenhum momento pretendi desabonar pessoas ou instituições, muito menos sugerir a prática de qualquer conduta irregular ou ilícita", se justificou.

No Brasil Urgente de sábado (23), Datena julgou insuficiente o posicionamento. "Eu achei a fala do presidente muito pesada e achei que as desculpas não foram comparadas com a colocação que ele fez. Quando tiverem desculpas necessárias de acordo com a colocação que ele fez, aí nós podemos até repensar [em falar sobre a Caixa no programa]. Se não tiver a desculpa, sinto muito", falou o jornalista.

"Sempre quis ajudar você [de casa, meu objetivo sempre foi ajudar você, mas depois de uma colocação impensada, colocada de forma errada do senhor presidente da Caixa, não dá mais", lamentou o apresentador. Ele estava respondendo uma pergunta de um telespectador, que questionou se o Brasil Urgente teria um espaço para tirar dúvidas do público com a Caixa.

"O dia que vier um pedido de desculpa à altura teremos o maior em atender ao povo brasileiro, se a Caixa quiser. Hoje eu não falo com ninguém da Caixa. Se não tiver um pedido de desculpa, eu não falo mais. Fiz aquilo pra ajudar o povo brasileiro. Não deu certo. Fazer o que?", finalizou Datena.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual novela a Globo deve passar após Fina Estampa?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook