ISSO A GLOBO NÃO MOSTRA

Como quadro de humor do Fantástico virou o maior crítico ao governo de Bolsonaro

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O presidente Jair Bolsonaro em vídeo do quadro do Fantástico Isso a Globo Não Mostra, exibido em 29 de dezembro

Jair Bolsonaro em vídeo do Isso a Globo Não Mostra; todo domingo uma crítica diferente ao governo

KELLY MIYASHIRO - Publicado em 05/01/2020, às 04h50

Diferentemente dos jornais diários que procuram tratar o tema político de forma imparcial, o Isso a Globo Não Mostra é bem incisivo ao criticar o governo de Jair Bolsonaro. Sob a manta da liberdade de expressão e com muitos toques de ironia, o quadro do Fantástico bate no presidente todo domingo, sempre se baseando em uma notícia quente da semana.

Quando estreou em janeiro de 2019, o quadro --que é um compilado de imagens com as principais notícias da semana misturado com memes, cenas de novela e piadas-- deveria ter apenas quatro edições. Entretanto, o sucesso com o público lhe garantiu uma sobrevida, que o tornou atração fixa dentro do Fantástico.

A intenção do humorístico, a princípio, era mostrar coisas que a Globo escondia e fazer piada consigo mesma, a começar pelo nome. "Em um momento em que se fala tanto de fake news, e no qual se usava a expressão Isso a Globo Não Mostra para falar mal da própria emissora, a gente resolveu se aproveitar da hashtag para brincar com isso", explicou Marcius Melhem ao Notícias da TV em abril do ano passado. 

"A gente só coloca ali na tela e deixa para o público decidir o que é verdade e o que é mentira. E provocar uma reflexão sobre como é possível manipular determinados conteúdos.", completou o chefe do departamento de Humor da Globo.  

Após 50 edições, a emissora deixou claro que o Isso a Globo Não Mostra também se tornou a janela de críticas sem filtro aos políticos. Por exemplo, logo na estreia, o quadro exibiu piadas com atores da casa como Susana Vieira cantando em audição fake para o The Voice Brasil, e um compilado de âncoras falando do foro privilegiado cedido a Flávio Bolsonaro, um dos filhos do presidente.

Lembre a primeira edição: 

Durante o Carnaval de 2019, Jair Bolsonaro publicou em seu Twitter um vídeo de um homem urinando em outro, em cima de um ponto de ônibus. Depois, ele perguntou a seus seguidores o que era "golden shower". No Altas Horas, a sexóloga Laura Müller responde dúvidas sexuais da plateia e de internautas. Ao ver o tuíte do presidente no telão, Laura, Serginho Groisman e todo mundo no palco do programa dão risada.

As piadas não ficaram só para o presidente. Sérgio Moro, ministro da Justiça, virou chacota no Mais Você que exibiu a mudança de opinião do ex-juiz sobre o crime de caixa dois. Em 2017, ele achava que era mais grave que corrupção. Após se tornar aliado de Bolsonaro e funcionário do governo em 2019, Moro declarou que a prática não era tão grave. Coincidentemente, na mesma época que o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni era acusado pela prática financeira ilegal.

Já na 50ª edição do Isso a Globo Não Mostra, a sátira decidiu fazer uma retrospectiva dos vacilos de Jair Bolsonaro no governo. A brincadeira começou com uma paródia da abertura do Big Brother Brasil, em que membros do governo surgiam em telas de TV e que já teriam sido "eliminados".

A lista foi integrada por Gustavo Bebianno, ex-secretário-geral da presidência; Ricardo Vélez, ex-ministro da Educação; general Franklimberg Ribeiro de Freitas, ex-presidente da Funai; Joice Hasselmann, ex-líder do governo no Congresso Nacional; e até o PSL (Partido Social Liberal), com qual Bolsonaro rompeu no ano passado para anunciar o novo partido Aliança pelo Brasil. 

Outra piada foi o discurso do presidente no Fórum Mundial Econômico, na Suiça, ocorrido há um ano. Lá, Bolsonaro disse que o Brasil é o país que mais preserva o meio-ambiente. O vídeo repetiu a frase do representante brasileiro intercalando com as notícias de queimadas na Amazônia, o corte de ajuda financeira no combate às chamas, as manchas de óleo em praias do Nordeste, e o recorde de desmatamento. 

O quadro terminou com uma paródia da música-tema de fim de ano da Globo Hoje a Festa É Sua. Confira a letra:

"Hoje, a gente lembra do golden shower que já passou. [Onyx] Lorenzoni disse que uma arma é tipo liquidificador. Todos os nossos 'conjes' serão lembrados. Tem rodízio no seu cocô. Hoje a terra é plana, a Amazônia é úmida e o nazismo é de esquerda. Menino veste azul, menina rosa, e o peixe é inteligente. O AI-5 é de novo assunto e o rock ativa aborto e droga. O chocolate é de laranja e o Queiroz cadê? No primeiro ano teve tanta coisa e ainda faltam três. 2020 se sobrar Brasil voltamos outra vez"

Assista ao vídeo da 50ª edição do Isso a Globo Não Mostra: 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é a mãe mais surtada de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook