Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CRIMES

Cacau Protásio chora no Fantástico ao citar racismo que sofreu em gravação

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Imagem de Cacau Protássio com lenço na cabeça durante entrevista ao Fantástico

Cacau Protássio chorou na entrevista que concedeu ao Fantástico ao relembrar episódio de racismo

REDAÇÃO

Publicado em 31/5/2020 - 20h53

Cacau Protásio chorou no Fantástico deste domingo (31) ao lembrar do dia em que foi vítima de racismo durante a gravação de um filme, no final de 2019. A atriz aguarda a reparação do caso na Justiça, mas falar do episódio ainda a emociona. "A gente aprende a viver [com a dor], vai passar. Mas dói um pouquinho, sim", disse.

Em novembro de 2019, Cacau esteve no Batalhão do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro para gravar cenas do filme Juntos e Enrolados, no qual ela interpreta a Sargento Diana. Em um momento do roteiro, sua personagem tem uma conversa com seu superior, que é apaixonado por ela. No meio da reunião, ele tem uma alucinação e a vê dançando no meio do pátio.

Essa sequência foi filmada por um dos bombeiros do batalhão, que divulgou as imagens nas redes sociais e fez ofensas à atriz.

"Esse áudio vazou e o mundo inteiro ouviu. E é muito ruim. Só quem passa, só quem sofre, sabe o tamanho da dor", desabafou Cacau no Fantástico. "Da mesma forma que ela [a pessoa] me xingou tanto, ela tem que voltar pra me pedir perdão. Não só pra mim, como também pra toda população negra."

A reportagem também entrevistou Thelma Assis, campeã do BBB20, que nesta semana voltou a sofrer ataques racistas durante uma live com o perfil da revista Glamour. Ela acionou seus advogados, que buscam a identidade dos agressores virtuais para entrar na Justiça com uma ação criminal.

"Hoje em dia você não precisa de muito trabalho pra conseguir compilar as provas e encontrar os criminosos. Eu compilei essas provas e deixei nas mãos dos advogados para tomarem as medidas cabíveis. E eu acho que tem que ser feito isso pra servir de exemplo. Enquanto houver atitudes como essas, racistas e de injúria racial, eu vou bater de frente", afirmou a médica.

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.