CARTÃO VERMELHO

Após comentário transfóbico, Rubens Ewald Filho é escanteado do Oscar na TNT

Divulgação/TNT

O crítico de cinema Rubens Ewald Filho vai ter participação reduzida na transmissão do Oscar 2019 - Divulgação/TNT

O crítico de cinema Rubens Ewald Filho vai ter participação reduzida na transmissão do Oscar 2019

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 18/12/2018, às 18h40 - Atualizado em 19/12/2018, às 05h00

O crítico de cinema Rubens Ewald Filho não será mais o comentarista oficial do Oscar na TNT. Na cerimônia de 2019, o posto será ocupado por Michel Arouca, que já participava da transmissão do Emmy no canal pago. A saída de Ewald Filho, comentarista do Oscar na TV há décadas, ocorre um ano depois de o veterano causar polêmica com um comentário transfóbico ao vivo.

Na premiação máxima do cinema de 2018, Ewald Filho irritou internautas na hora de se referir à atriz trans Daniela Vega, estrela de Uma Mulher Fantástica. O crítico soltou: "Essa moça na verdade é um rapaz". Daniela foi a primeira trans a apresentar uma estatueta, e o longa chileno levou o Oscar de melhor filme estrangeiro.

Na ocasião, a TNT soltou um comunicado repudiando o comentário do crítico. "A TNT repudia toda ação e/ou manifestação preconceituosa de qualquer natureza. A marca valoriza, incentiva a respeita a inclusão, a diversidade em todas suas iniciativas para levar o melhor conteúdo e entretenimento para seus fãs."

"Alinhado a esse propósito, a direção da TNT já conversou com o comentarista Rubens Ewald Filho para evitar que episódios como os comentários feitos durante a transmissão do Oscar no último domingo se repitam", informou a TNT na nota emitida no início de março.

De fato, comentários como os feitos durante a transmissão não vão se repetir, já que o crítico terá uma participação bastante reduzida na cerimônia. Suas inserções ocorrerão de forma pontual, apenas nos intervalos da premiação. Arouca é quem fará as avaliações principais, no decorrer da entrega dos troféus.

A apresentação do evento ficará com a atriz Bruna Thedy, ex-Sandy & Júnior (1998-2002) e que também participou do remake de Chiquititas (2013-2015), no SBT. No tapete vermelho, a veterana Carol Ribeiro dividirá os holofotes com os blogueiros Phelipe Cruz e Hugo Gloss, que se revezarão de acordo com a premiação.

Sucessão de erros
A transfobia de Ewald Filho não foi a primeira bola fora do comentarista ao vivo na TNT. Ele também se referiu a Frances McDormand, ganhadora do Oscar de melhor atriz neste ano, como "uma senhora que não é bonita e deu um show de bebedeira no Globo de Ouro".

No ano anterior, o crítico falou ainda que o ator Aaron Taylor-Johnson se casou com a diretora Sam Taylor Johnson, 23 anos mais velha, apenas para ser bancado por ela. Ele também já havia dito que o ator e diretor Mel Gibson "não é uma boa pessoa" e que Peter Dinklage "é anão, mas tem uma atuação excelente".

Procurada pela reportagem, a TNT não comentou se o rebaixamento de Rubens Ewald Filho foi motivado pelos comentários realizados nas cerimônias anteriores.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook