Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Classificação indicativa

Após ameaça, ministério libera Meu Pedacinho de Chão às 18h

Divulgação/TV Globo

Rodrigo Lombardi em cena de Meu Pedacinho de Chão; personagem do ator toma cachaça - Divulgação/TV Globo

Rodrigo Lombardi em cena de Meu Pedacinho de Chão; personagem do ator toma cachaça

DANIEL CASTRO

Publicado em 28/7/2014 - 12h57

Depois de ameaçar reclassificar a novela das seis da Globo, Meu Pedacinho de Chão, como imprópria para menores de 12 anos, por causa do consumo de álcool, o Ministério da Justiça voltou atrás e concordou com a exibição da produção às 18h.

Em despacho publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (28), o ministério concordou com a autoclassifição atribuída pela própria Globo, de programa impróprio para menores de 10 anos, mas determinou o monitoramento da novela até o final.

Como Meu Pedacinho de Chão termina na próxima sexta (1°), não haverá tempo para uma eventual reclassificação. Se reclassificasse a novela como imprópria para menores de 12 anos, a trama teria sua transmissão inviabilizada, porque seria obrigada a ir ao ar depois das 20h.

Em despacho publicado no Diário Oficial da União de 30 de junho, o ministério tornou público que considerava o conteúdo da produção "incompatível com classificação autoatribuída pela emissora", de programa inadequado para menores de dez anos. No dia seguinte, uma cena da novela mostrou o personagem de Rodrigo Lombardi, Pedro Falcão, tomando cachaça.

A Globo se defendeu dizendo que "conteúdos [inadequados para 10 anos] se apresentam em tons caricaturais e são abordados de forma esporádica". O Ministério da Justiça, então, prorrogou o prazo de monitoramento de Meu Pedacinho de Chão por mais 15 dias.

No despacho publicado hoje, o órgão afirma que a Globo "cumpriu o compromisso de manter a obra adequada à autoclassificação proposta [10 anos]".


​► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.