Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

TRAGÉDIA NO SUL

Após 10 dias no RS, William Bonner já tem data para voltar à bancada do JN

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

William Bonner na edição de 14/5/2024 do Jornal Nacional

William Bonner na edição de terça (14) do Jornal Nacional; âncora volta à bancada amanhã (16)

ODARA GALLO

odara@noticiasdatv.com

Publicado em 15/5/2024 - 14h07

William Bonner já tem data para voltar à bancada do Jornal Nacional. O âncora transmite o noticiário direto de Porto Alegre desde o último dia 6, para mostrar as consequências da tragédia provocada pelas chuvas no Rio Grande do Sul. A edição desta quarta (15) será a última do apresentador fora do estúdio. Na quinta (16), ele já estará de volta à Redação no Rio de Janeiro.

A Informação foi confirmada pela Globo ao Notícias da TV. Na segunda, a emissora havia informado que a previsão de permanência de Bonner no Sul do país era até quinta, mas que a estratégia da cobertura seria revista dia a dia.

A ida de William Bonner para o local da tragédia sem precedentes no Rio Grande do Sul faz parte da cobertura especial da emissora, que deslocou 68 profissionais após o agravamento da crise no Estado. Equipes de Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília foram convocadas para reforçar o time de repórteres, âncoras, editores, cinegrafistas e técnicos de tecnologia.

De acordo com balanço divulgado pela Globo, entre os dias 6 e 12, os jornais ganharam mais espaço na programação, somando três horas a mais durante a semana, com um total de 27 horas de cobertura dedicada à tragédia que se abateu no Estado.

No primeiro dia de Bonner no RS, o Jornal Nacional alcançou 26,0 pontos, sua melhor audiência em sete meses. A cobertura se estendeu aos programas de Variedades, principalmente o Encontro com Patrícia Poeta, que também teve a apresentadora deslocada para Porto Alegre, e o Mais Você --que mostrou ao vivo a imagem do cavalo Caramelo sendo resgatado na última quinta (9).

Bonner no Rio Grande do Sul

Parte do público se surpreendeu ao ver o jornalista fora da bancada e com roupas mais informais na noite do último dia 6. Além de deixar o paletó e a gravata de lado, Bonner chegou a gravar uma chamada para o jornal diretamente do celular.

"A partir de hoje, o desastre que os brasileiros viram desde a semana passada passa a ser apresentado aqui onde os fatos estão se desenrolando", disse. "Ao contrário de outras tragédias que presenciamos, essa foi piorando em vez de melhorar com o passar dos dias", acrescentou.

O jornalista também chamou a atenção por apresentar o jornal de dentro de um navio da Marinha. A presença de Bonner na embarcação teve como finalidade permitir a apresentação do JN de um lugar seguro, distante de incômodos conservadores que invadem transmissões gritando "Globo lixo".

Bonner tem sido acompanhado por dezenas de profissionais. Durante esta semana, a cúpula da Globo se mudou do Rio para a capital gaúcha. Estão lá Miguel Athayde, seu diretor de Jornalismo, além de seus principais repórteres, editores e produtores.

A camiseta preta do âncora do JN também foi algo pensado. A Globo recomenda que seus âncoras e apresentadores usem roupas informais quando saírem do estúdio para noticiar tragédias. Mulheres devem evitar maquiagem carregada, como fez Patrícia Poeta à frente do Encontro.

O uso de um figurino básico, sem qualquer ostentação, visa passar empatia para a audiência, mostrar que a emissora é solidária com todo o sofrimento que registra.

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.