Classificação Indicativa

Análise: Se fosse ao ar hoje, novela Vale Tudo seria reclassificada

Reprodução/TV Globo

Beatriz Segall em cena de Vale Tudo; morte de Odete Roitman não poderia ir ao ar antes das 21h - Reprodução/TV Globo

Beatriz Segall em cena de Vale Tudo; morte de Odete Roitman não poderia ir ao ar antes das 21h

DANIEL CASTRO - Publicado em 03/09/2014, às 18h30 - Atualizado em 04/09/2014, às 06h00

Novela que foi um marco da redemocratização do Brasil, Vale Tudo teria problemas com o Ministério da Justiça se fosse uma produção de 2014. O clássico de Gilberto Braga não seria censurado, como ocorreu com várias obras durante da Ditadura Militar (1964-1985), mas não poderia ir ao ar rigorosamente no mesmo horário em que foi veiculado em 1988.

Em despacho publicado no Diário Oficial da União de ontem (3), o Ministério da Justiça indeferiu pedido da Globo para considerar imprópria para menores de 12 anos a caixa de DVDs que está prestes a lançar com um resumo de Vale Tudo. Para o governo federal, as histórias de Odete Roitman (Beatriz Segall), Maria de Fátima (Glória Pires) e Heleninha (Renata Sorrah) são impróprias para menores de 14 anos, por apresentarem "violência, conteúdo sexual e drogas lícitas".

Isso quer dizer que Vale Tudo não poderia ir ao ar antes das 21h. Em 1988, ela entrava no ar às 20h30. Ou seja, se houvesse classificação indicativa em 1988, a Globo teria sérios problemas com a novela que parou o país. Teria que negociar atenuantes na trama, como não mostrar os porres de Heleninha Roitman. Teria que ser mais discreta nas cenas de sexo, como vem fazendo com Império. Ou teria que esticar o Jornal Nacional e iniciar a novela das oito às 21h.

A reclassificação do DVD de Vale Tudo é uma prova de que, sim, as novelas estão mais caretas hoje porque os autores são tolhidos. Na Globo, eles são o tempo todo lembrados do que podem e, principalmente, do que não podem fazer. As novelas de 2014 são muito mais conservadoras em alguns aspectos (sexo, drogas e violência) do que as de 1988 ou 1996, embora tenham ampliado a temática e possam abordar assuntos que 30 anos atrás eram tabus, como a homossexualidade.

Implantada a partir de 2000, a classificação indicativa que temos hoje é um mal necessário. Ela não é censura, porém é excessivamente limitadora. Ela visa indicar aos pais que determinados conteúdos são inadequados para seus filhos menores de 18 anos. Na TV aberta, essas inadequações são atreladas a horários.

Cenas que deixam claro que um casal está fazendo sexo, embora não explicitem o ato, não podem ser veiculadas no horário livre, antes das 20h. Mas qualquer criança, em qualquer horário do dia, pode entrar na internet e com um simples clique ter acesso a milhares de fotos pornográficas. Enquanto isso, as reprises da sessão Vale a Pena Ver de Novo são mutiladas e, na novela das sete, os casais apenas se beijam _nunca transam. Em 1988, a TV era bem mais liberal.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook