Novela interativa

Aposta para a Copa, aplicativo de Geração Brasil tem falhas na estreia

Divulgação/TV Globo

Na novela, Manu (Chandelly Braz) e Davi (Humberto Carrão) têm de fazer o Filma-e ser um sucesso - Divulgação/TV Globo

Na novela, Manu (Chandelly Braz) e Davi (Humberto Carrão) têm de fazer o Filma-e ser um sucesso

EDUARDO BONJOCH - Publicado em 13/06/2014, às 22h32 - Atualizado em 14/06/2014, às 13h23

RESUMO: Lançado pela Globo para manter Geração Brasil viva na cabeça dos telespectadores durante a primeira fase da Copa, o aplicativo Filma-e apresentou problemas em sua estreia. Internautas relataram travamentos na hora de baixá-lo, além de erros que impediam o funcionamento correto. Além disso, o aplicativo não roda em smartphone com sistema Windows Phone

Aposta da Globo para manter a novela Geração Brasil na cabeça dos telespectadores durante a primeira fase da Copa do Mundo e maior ferramenta de interatividade já aplicada em uma novela, o aplicativo Filma-e apresentou problemas na sua estreia, nesta semana. As falhas foram relatadas por internautas no Twitter e na página de download do programa na Google Play Store.

O Filma-e possibilita que o telespectador grave e envie um vídeo, de cinco a dez segundos de duração, respondendo a um desafio lançado pela dupla Manu (Chandelly Braz) e Davi (Humberto Carrão), personagens da história da TV. Além disso, permite que a pessoa comente e compartilhe a sua gravação ou a de outro participante.

Os vídeos mais populares estão sendo exibidos dentro da novela, que até o dia 23 terá edições diárias de apenas três minutos por causa da transmissão de jogos. Dentro desse minicapítulo, há tempo para um "melhores momentos" de tramas e para o reality show do qual Manu e Davi participam. Os personagens desenvolveram o aplicativo e convidam a audiência a ajudá-los, enviando vídeos. Ontem (13), o tema foi Dia dos Namorados e teve filminho de famoso, o ator José Loreto. Neste sábado (14), serão mostrados vídeos de "olas". Até 23 de junho, o folhetim praticamente sai do ar, ficando limitado a pílulas diárias de apenas três minutos.


Tela do aplicativo Filma-e, que a Globo lançou para não deixar o público esquecer de Geração Brasil

Erros e travamentos

O Filma-e não chegou a ser uma tragédia como o aplicativo de SuperStar, na estreia do reality musical, em abril. Mas usuários de smartphones e tablets Android foram os que mais se queixaram de problemas com o aplicativo. Na maioria dos casos, eram reclamações de travamentos e erros, que dificultavam o uso correto da ferramenta e o carregamento dos vídeos. Nas postagens mais recentes na página de download do programa na Google Play Store, no entanto, vários internautas comentam que os problemas iniciais já foram resolvidos.

Pelo Twitter, também existiram críticas à necessidade de se cadastrar na Globo.com para aproveitar as funções do aplicativo, que é gratuito. Usuários de smartphone com sistema Windows Phone também chiaram. A emissora disponibilizou apenas versões para Apple e Android. “Façam o Filma-e rodar no Windows Phone! Quero muito usar o app”, postou a estudante Tici Santiago.

Pouco intuitivo

A equipe do Notícias da TV baixou o Filma-e em um iPhone e em um smartphone Android e não teve problemas de travamento e de instalação durante os testes, que foram realizados nas últimas quinta (12) e sexta-feira (13).

Quem acessa o programa sem muita atenção pode ter dificuldade para encontrar os vídeos que os telespectadores enviam para responder aos desafios, outra crítica comum nas redes sociais.

Se você quiser ver, curtir e comentar os vídeos mais populares, o caminho não é muito intuitivo. É preciso clicar no vídeo de cada desafio e selecionar a opção “Respostas”. Em seguida, dá para gravar seu próprio vídeo ou assistir aos que já foram enviados, selecionando inclusive os mais populares.

Até a tarde de sexta (13), estavam disponíveis cerca de 1.500 vídeos, somando os desafios que já estão no ar. As gravações não são postadas imediatamente. Segundo a área de comunicação da Globo, existe uma moderação mínima, que evita a divulgação de conteúdo obsceno ou com palavrões, por exemplo.

LEIA TAMBÉM:

Rumor sobre afastamento de autor gera desconfiança; novela muda

Agora É Tarde grava às pressas e troca plateia por risadas falsas

Galisteu volta à TV para falar sobre magreza extrema no Domingo Legal

Amigo do diretor, Paulo Vilhena ganha papel em novela das nove

Em Família: favela pega fogo e menina Bia corre risco de vida

'Eu perdi o tesão', diz atriz Thaila Ayala sobre a Copa do Mundo


​► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook