Drama zumbi

The Walking Dead tem pior audiência da história com estreia da 10ª temporada

Divulgação/AMC

O ator Norman Reedus na estreia da décima temporada de Walking Dead; Daryl e sua inseparável moto

O ator Norman Reedus, protagonista de Walking Dead, na estreia da décima temporada da série

JOÃO DA PAZ - Publicado em 08/10/2019, às 12h42

A estreia da décima temporada de Walking Dead foi o episódio menos visto de toda a série. O capítulo Lines We Cross (Linhas Que Cruzamos), exibido no último domingo (6), teve uma audiência de 4 milhões de pessoas nos Estados Unidos. O detentor da marca negativa até então era o penúltimo episódio (15º) da nona temporada, com 4,15 milhões de telespectadores, que foi ao ar em março deste ano.

Um dos fatores que explica essa derrocada, comum a toda série veterana, é que o canal AMC está com uma estratégia de disponibilizar o episódio com antecedência em seu serviço premium, chamado de AMC Premiere, para assinantes.

O capítulo mais recente, por exemplo, entrou na plataforma com uma semana de antecipação. Os próximos episódios chegarão aos assinantes 48 horas antes da TV. Os números de visualizações desse serviço não são divulgados pela AMC. Apesar da queda, The Walking Dead ainda é a série mais vista da TV paga americana.

É normal que uma série veterana perca público com o passar do tempo. Entre os adultos de 25 a 34 anos, a estreia da décima temporada de Walking Dead caiu 35% em comparação com o primeiro capítulo do nono ano.

Esse é um dado similar ao registrado por outras séries, dentro dessa mesma análise. This Is Us (-33%), The Good Doctor (-29%) e Young Sheldon (-38%) são algumas atrações de sucesso que viram o público fugir na estreia das atuais temporadas.

O canal AMC vai ficar no aguardo para ver quanto a audiência vai crescer ao serem computados os telespectadores atrasadinhos, aqueles que veem um episódio da série após a exibição convencional na TV. Na temporada passada, o drama zumbi cresceu 68% em audiência ao somar os telespectadores que assistiram à série dentro de sete dias após a exibição inicial na AMC.

Embora tenha melhorado no aspecto dramático, Walking Dead está em uma queda vertiginosa de audiência desde as mortes de Glenn (Steven Yeun) e Abraham (Michael Cudlitz), na estreia da sétima temporada, vista por 17 milhões de pessoas nos Estados Unidos. Parece que manter os episódios na casa dos 4 milhões de telespectadores é a meta dos produtores daqui para a frente.

Como The Walking Dead tem um público fiel, o canal AMC não deixa de apostar nas histórias de zumbis. Vêm aí uma nova série, com pegada adolescente, e três filmes protagonizados por Andrew Lincoln, o eterno xerife Rick Grimes.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está curtindo o programa Se Joga?
Sim, é divertido e leve.
22.27%
Não é horrível, mas também não é bom.
26.34%
Não, achei muito ruim, uma vergonha.
27.00%
Prefiro A Hora da Venenosa.
24.40%

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook