Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

GLAMOROUS

TV dos EUA faz história com primeira série estrelada por personagem não-binário

Reprodução/Netflix

Ben J. Pierce em cena da série Fuller House, em que interpretou o primeiro gay assumido da franquia - Reprodução/Netflix

Ben J. Pierce em cena da série Fuller House, em que interpretou o primeiro gay assumido da franquia

REDAÇÃO

Publicado em 27/2/2019 - 12h50

Com a representatividade de gays e lésbicas em alta, a TV norte-americana se prepara para dar mais um passo importante. A rede CW está desenvolvendo a série Glamorous, primeira produção da história a ter como protagonista um personagem com inconformidade de gênero --ou seja, que se encontra no meio do espectro entre o masculino e o feminino, sem se identificar por completo com nenhum.

O ator e youtuber Ben J. Pierce, que tem no currículo participações na série Fuller House, foi escalado para viver o personagem. Pierce é gay assumido e tem um canal no YouTube no qual discute identidade de gênero e dá dicas de maquiagem.

Na série, ele interpretará Marco, um jovem que muda completamente de vida depois da formatura do colégio. Ele posta um desabafo sobre uma indústria de cosméticos e acaba contratado para trabalhar na empresa.

O elenco contará ainda com Brooke Shields, eterna musa de A Lagoa Azul (1980), que interpretará Madolyn, ex-top model que fundou a marca de produtos de beleza. Ela vê um Marco a oportunidade de infiltrar um protegido seu nos corredores da empresa e descobrir o que outros funcionários pensam dela e dos produtos.

O episódio piloto de Glamorous será dirigido por Eva Longoria, estrela de Desperate Housewives (2004-2012), que também vai produzir o drama juntamente com o ator Damon Wayans Jr. (de New Girl).

Rede menos vista entre as cinco grandes dos EUA, a CW tem maior liberdade para ousar e experimentar com a sexualidade de seus personagens. A série de ficção científica The 100, por exemplo, é protagonizada pela bissexual Clarke (Eliza Taylor).

Já a série de Supergirl mostrou o processo de saída do armário da irmã adotiva da protagonista, Alex (Chyler Leigh), e apresentou na atual temporada a personagem Nia Nal (Nicole Maines), primeira heroína transgênero da TV. E Raio Negro conta com uma poderosa lésbica, Anissa (Nafessa Williams), filha do protagonista.

Na atual TV norte-americana, a Netflix conta com dois personagens não-binários: Syd (Sheridan Pierce), da comédia One Day at a Time, e Susie (Lachlan Watson), do terror O Mundo Sombrio de Sabrina. Ambos, no entanto, são do elenco coadjuvante das séries, enquanto Marco será o protagonista.

Se Glamorous for aprovada, estreará na CW na temporada 2019-2020 da rede, juntamente com Batwoman, que apresentará uma protagonista lésbica, interpretada pela atriz e DJ australiana Ruby Rose.

TUDO SOBRE

Ruby Rose

The CW

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.71%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.46%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.51%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.32%