Balanço da temporada

Sem hits, TV dos EUA cancela menor número de séries estreantes em 10 anos

Divulgação/CBS

Missy Peregrym é uma das protagonistas de FBI, série novata mais vista na temporada 2018-2019 - Divulgação/CBS

Missy Peregrym é uma das protagonistas de FBI, série novata mais vista na temporada 2018-2019

JOÃO DA PAZ - Publicado em 25/05/2019, às 06h10

A temporada 2018-2019 foi boa para a TV aberta americana, mesmo sem emplacar um hit arrasa-quarteirão, como The Good Doctor em 2017-2018 ou This Is Us no ano anterior. As redes ABC, CBS, Fox, NBC e The CW cancelaram o menor número de séries em uma década: 11 no total. Não houve um grande sucesso, mas várias séries sobreviveram dignamente.

A menor marca de séries canceladas dos últimos dez anos pertence à temporada 2009-2010, com 20 séries descontinuadas. A atual, que vai de setembro do ano passado ao atual mês de maio, tem sete séries com futuro indefinido. Mesmo se todas elas acabarem, será um número menor do que o registrado dez anos atrás.

Uma comparação com o ano passado mostra como a leva de episódios de agora foi mais bem-sucedida. Em 2017-2018, 39 novas séries estrearam, contra 36 de 2018-2019. A temporada passada teve 18 renovações contra 21 cancelamentos, enquanto a atual tem as mesmas 18 renovações, mas somente 11 cancelamentos.

A alta taxa de renovações tem uma participação direta da rede CW, que fez algo sem precendentes: renovou todas as suas séries. Nessa seara estão atrações que corriam riscos, como All American e In the Dark, ambas na rabeira do ibope.

divulgação/NBC

Os atores Parveen Kaur, Melissa Roxburgh e Josh Dallas na primeira temporada de Manifest


Quase hit

Em outubro do ano passado, um mês após o pontapé inicial da temporada 2018-2019, Manifest (em breve no Globoplay) decolou e deu pinta de que seria o novo hit da TV aberta norte-americana. Só que o drama à la Lost, cheio de teorias e reviravoltas, não voou tão alto assim.

Manifest terminou a temporada como a terceira série estreante de maior audiência, com média de 6,56 milhões de telespectadores por episódio. Entre o público adulto (de 18 a 49 anos), o drama foi o mais visto.

O segundo lugar ficou com God Friended Me (Warner, estreia em junho), sobre um ateu, filho de um reverendo, que vira amigo de Deus no Facebook e passa a ajudar pessoas que enfrentam problemas.

No topo aparece a nada original FBI (Universal), com um tipo de trama que o público americano gosta de ver. Criada por Dick Wolf (da franquia Law & Order e das séries de Chicago), o drama policial acompanha a rotina de um escritório nova-iorquino do FBI, a polícia federal norte-americana, na caça de bandidos altamente perigosos.

A série teve em média 9 milhões de telespectadores por episódio, o suficiente para colocá-la como a quarta colocada no ranking geral, atrás apenas de Young Sheldon, NCIS, e The Big Bang Theory entre as séries da TV aberta.

Todos os dados de audiência citados levam em consideração a audiência "ao vivo" das séries, ou seja, quem sintonizou a atração na primeira janela de exibição na TV.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é o casal mais quente de A Dona do Pedaço?
Vivi e Chiclete, a princesa e o plebeu têm química demais.
62.18%
Josiane e Régis, os vilões pegam fogo quando estão juntos.
2.08%
Fabiana e Rock, ele mostra que de santinha ela não tem nada
8.68%
Qualquer um que não seja Maria da Paz e Amadeu. Casal mais sem graça!
27.06%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook