Temporada 2018-2019

Representatividade feminina na TV dos EUA se aproxima da igualdade dos homens

Divulgação/BBC America

As atrizes Jodie Comer e Sandra Oh em cena da segunda temporada do drama Killing Eve

Jodie Comer e Sandra Oh na segunda temporada de Killing Eve; dupla de protagonistas indicada ao Emmy

REDAÇÃO - Publicado em 04/09/2019, às 15h58

Pela primeira vez na história da TV norte-americana, a representatividade feminina na indústria está próxima de se igualar à masculina. Quase metade (45%) de todos os elencos de dramas, comédias e reality shows da temporada 2018-2019 foi composta por mulheres, marca nunca antes alcançada. No balanço anterior, de 2017-2018, o índice foi de 40%.

Também houve aumento na representação atrás das câmeras, englobando profissionais de todos os níveis: criadoras de séries, diretoras, editoras, roteiristas, produtoras-executivas e diretoras de fotografia. Na temporada 2018-2019, 31% desses cargos foram ocupados por mulheres, acima do recorde anterior, de 28% (registrado na temporada 2016-2017).

A pesquisa realizada pelo Centro de Estudos da Mulher na TV e no Cinema da Universidade Estadual de San Diego levou em conta 5.100 personagens e mais de 5.000 profissionais que trabalham atrás das câmeras, entre setembro de 2018 e maio deste ano.

Foram analisados programas da TV aberta, canais pagos e premium da TV paga, além de plataformas de streaming. Esse levantamento é feito há 22 anos.

Em todo esse tempo, uma coisa não muda: uma série vai ter mais mulheres, sejam atrizes ou profissionais atrás das câmeras, se for criada por uma mulher. Em atrações com ao menos uma criadora, 49% dos protagonistas são mulheres e 33% diretoras. Já em produções concebidas exclusivamente por homens, mulheres são 43% dos protagonistas e menos de um terço (23%) são diretoras.

Em nota, Martha Lauzen, diretora-executiva do centro de estudos, enfatizou a importância dessa representatividade:

"Empregar mulheres em cargos executivos e de comando [como criadoras ou produtoras] turbina a diversidade tanto nos bastidores quanto na frente das câmeras", falou a executiva em comunicado.

O levantamento também confirmou outra realidade visível e tradicional. A maioria das mulheres atrizes interpreta personagens jovens (56%), entre 20 e 30 anos. Já a maioria dos papéis masculinos (59%) é de personagens um pouco mais maduros, na casa dos 30 ou 40 anos.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook