Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Na MTV

Pai de galãs da Globo, ator se inspira na família para fazer série com sexo e drogas

Divulgação/MTV

João Vitti interpreta um pai liberal na série Perrengue, que estreia nesta segunda (21) na MTV - Divulgação/MTV

João Vitti interpreta um pai liberal na série Perrengue, que estreia nesta segunda (21) na MTV

FERNANDA LOPES

Publicado em 21/8/2017 - 5h14

A série Perrengue, que estreia na MTV nesta segunda (21), explora sem didatismo ou campanhas sociais temas bastante complexos e presentes no cotidiano dos jovens, como relações amorosas e sexuais, gravidez, stress e uso de drogas. João Vitti, um dos principais nomes do elenco, não se deixa abalar por nada disso.

João Vitti, um dos principais nomes do elenco, não se deixa abalar por nada disso. O ator de 49 anos acredita que essas questões são bem familiares tanto para a sua geração quanto para a dos filhos, Rafael e Francisco Vitti, galãs da Globo. E acha natural falar disso na TV.

"[Uso de drogas] É um assunto de sempre. Agora a gente está vivendo extremismos de opinião e é tudo na superfície, o que é pior. Mas a série é uma foto daquele momento. Todo mundo já viu um amigo caído no banheiro bêbado, dando vexame. A gente precisa falar disso [com os filhos e com o público], pelo menos convidar à reflexão", diz.

Na série, Vitti interpreta Marcelão, pai de um dos garotos protagonistas. O ator tem dois filhos da mesma faixa etária de seu primogênito na atração (Rafael tem 21 e João, 20 anos). Ambos seguiram a carreira do pai e também conquistaram espaço como galãs na Globo: Francisco fez Malhação na temporada do ano passado, e o papel mais recente de Rafael foi como o cantor Léo Régis de Rock Story (2016).

Em relação à educação que dá aos filhos, Vitti acredita que tem muito em comum com seu personagem em Perrengue: ambos preferem deixar os jovens soltos, livres para viverem suas experiências.

"Sou um pai bacana, amoroso, acolhedor, aberto, parceiro dos filhos. De certa forma, [os personagens da série] estão vivendo os mesmos perrengues que meus filhos nessa transição pra vida adulta. A gente cuida deles, mas é importante deixar que eles voem e aproveitem também as dificuldades pra entenderem o profundo significado daquelas questões pra vida deles. Eu vivi isso. É bem universal, a questão pais e filhos está sempre no leque", explica.

divulgação/mtv

A personagem Pérola acende cigarro de maconha no primeiro episódio de Perrengue, da MTV

Juventude como ela é
Liberdade é o que os três jovens protagonistas estão buscando em Perrengue. Miguel (Guilherme Delorto), Cadu (Vinícius Reed) e Pérola (Mariana Molina) são amigos que decidem sair da casa dos pais e dividir o aluguel de um sobrado. Logo nas primeiras cenas, Pérola aparece observando o lugar e fumando um cigarro de maconha em seu novo sofá.

Segundo a diretora da série, Tatiana de Lamare, a ideia da MTV era não levantar bandeira alguma _nem de alerta sobre perigos, nem sobre glamurização de uma vida desregrada. Com sua primeira produção de teledramaturgia nacional feita após a Viacom assumir o controle da programação, em 2013, o canal pretende entreter sem "idiotizar" o jovem.

"A forma de abordar sexo ou drogas foi uma tentativa de ser o mais fiel ao que acontece com o público que a gente está retratando, sem fazer nenhuma apologia e também sem demonizar de forma alguma. Mesmo quando mostramos um uso de droga eventual na série, mostramos também como isso impactou o personagem, o dia seguinte. Tem o lado da alegria e o das consequências. Não tem julgamento", afirma.

Perrengue irá ao ar na MTV todas as segundas-feiras, às 22h.

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13Elenco, estreia e bastidores: Saiba tudo sobre o reboot de Um Maluco no Pedaço

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?