Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Atenção: spoilers

Game of Thrones: religiosos matam homossexuais em novos episódios

Fotos: Divulgação/HBO

O ator Finn Jones interpreta o guerreiro gay Loras Tyrell, que sofre perseguição em Game of Thrones - Fotos: Divulgação/HBO

O ator Finn Jones interpreta o guerreiro gay Loras Tyrell, que sofre perseguição em Game of Thrones

JOÃO DA PAZ

Publicado em 14/4/2015 - 15h03

[Atenção: spoilers. Se você não quer saber o que vai acontecer na série, não leia este texto]

Nos novos episódios de Game of Thrones, religiosos perseguirão e matarão gays em uma estratégia política armada por Cersei Lannister (Lena Headey), em Porto Real, capital dos Sete Reinos. A mãe do atual rei, Tommen Baratheon (Dean-Charles Chapman), ordena que os seguidores da Fé dos Sete, principal religião de Westeros, mate e capture homens homossexuais. Entre os valores morais defendidos pelos praticantes dessa crença está a repulsa ao relacionamento íntimo entre pessoas do mesmo sexo.

Quatro dos dez novos episódios de Game of Thrones vazaram na internet no último domingo (12), antes da estreia da quinta temporada. O Notícias da TV assistiu aos episódios e conta o que vai acontecer.

Na história, Cersei trama a estratégia para prender Loras Tyrell (Finn Jones), o guerreiro gay prometido pelo pai dela, Tywin (Charles Dance), em um casamento de aparências. Além de não querer a união forçada, Cersei quer provocar a ira da irmã de Loras, Margaery (Natalie Dormer), agora mulher de Tommen e rainha dos Sete Reinos.

Dean-Charles Chapman (o rei Tommen) eLena Headey (Cersei) em cena de Game of Thornes

Como Tommen não tem idade para governar Westeros politica e militarmente, é Cersei quem dá as ordens. Ela ainda tem de lidar com a ameaça de guerra com a casa de Martell, residente em Dorne, onde está a filha, Myrcella Baratheon (Nell Tiger Free), prometida em casamento para o herdeiro dos Martells, Trystane (Toby Sebastian).

O tio de Trystane, príncipe Oberyn (Pedro Pascal), morreu em Porto Real na quarta temporada. A amante dele, Ellaria Sand (Indira Varma), pede vingança e culpa os Lannisters pela perda. Ela ameaça mandar para Cersei pedaços do corpo de Myrcella e quer acabar com a aliança entre as duas famílias.

Emilia Clarke interpreta a mãe dos dragões, Daenerys Targaryen

Mãe dos dragões

Assim como Cersei, quem mais movimenta a história de Game of Thrones na quinta temporada é Daenerys Targaryen (Emilia Clarke). Como comandante de Meereen, ela não obtém sucesso no controle da população, que não aceita uma estrangeira no comando. A mãe dos dragões precisa combater o grupo rebelde Filhos da Harpia. Sem um líder principal, ele é formado por nobres membros da sociedade de Meereen. 

Daenerys fica provisoriamente na cidade para traçar novos rumos até Porto Real e tomar o Trono de Ferro para si. Ela não sabe, porém, que terá uma ajuda inusitada. O fugitivo anão Tyrion (Peter Dinklage), mesmo a contragosto, aceita o conselho do eunuco Lord Varys (Conleth Hill) e vai ao encontro da mãe dos dragões. Varys defende que Daenerys é a herdeira certa do Trono de Ferro.

Maisie Williams como a personagem Arya Stark no drama da HBO

Dois aspirantes a um reino

Destruída nas primeiras temporadas, a família Stark não terá seus sobreviventes reunidos tão cedo. O castelo de Winterfell, governado há milhares de anos pelos Starks, está sob as ordens da casa de Bolton, antes vassalos dos Starks. O bastardo da família Bolton, Ramsay Snow (Iwan Rheon), após conquistar a capital do norte de Westeros, ganhou o sobrenome Bolton e passou a ser tratado como legítimo filho de Roose (Michael McElhatton), atual rei de Winterfell. 

Em uma artimanha planejada por Mindinho (Aidan Gillen), Sansa (Sophie Turner) aceita se casar com Ramsay. O plano é se tornar rainha do território. O que eles não sabem é que outro Stark está a caminho. Stannis Baratheon (Stephen Dillane), agora na muralha de gelo, quer o apoio de Jon Snow (Kit Harington), bastardo dos Starks, na disputa pelo Trono de Ferro. Snow é o novo comandante da Patrulha da Noite e, em troca da lealdade, seria o rei de Winterfell após a tomada do castelo.

Já Arya renuncia à família Stark ao se filiar aos Homens Sem Rosto, grupo religioso que serve ao deus da morte. A menina encontra Jaqen H’ghar (Tom Wlaschiha) na cidade de Braavos e dá a ele a moeda que ganhou, uma espécie de senha para chegar ao local. Basta mostrar a moeda e dizer Valar Morghulis (Todos os Homens Devem Morrer). Arya é forçada a deixar tudo o que lembra os Starks, mas não consegue se livrar da espada que ganhou do irmão Jon Snow. A garota esconde a arma sob umas pedras no cais da cidade.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Web Stories

+
Como Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega PegaDe Luísa Sonza a Ana Hickmann: Veja as mansões de dez famosos brasileiros

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?