Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PERSISTÊNCIA

Fenômeno, Stranger Things foi rejeitada por 18 emissoras antes de chegar à Netflix

Divulgação/Netflix

Millie Bobby Brown (ao centro) lidera o elenco teen de Stranger Things: série faz sucesso na Netflix - Divulgação/Netflix

Millie Bobby Brown (ao centro) lidera o elenco teen de Stranger Things: série faz sucesso na Netflix

LUCIANO GUARALDO, no Rio de Janeiro

Publicado em 24/4/2019 - 12h38

Um dos maiores sucessos da Netflix, a série Stranger Things foi rejeitada por 18 redes de TV antes de chegar à plataforma de streaming. Os criadores da atração, os irmãos Matt e Ross Duffer, bateram na porta de diferentes emissoras e canais pagos para tentar emplacar. "Ninguém quis. Os executivos acreditavam que não dava para fazer uma série para adultos protagonizada por crianças", explicou Ted Sarandos, chefe de Conteúdo da empresa.

A revelação foi feita na manhã desta quarta-feira (24), durante a palestra do chefão da Netflix no Rio2C, maior evento do mercado audiovisual no Brasil --no mesma apresentação, ele anunciou que a plataforma desenvolve 30 projetos no país.

Anteriormente, os irmãos Duffer já haviam dito que Stranger Things tinha sido recusada por algumas redes, mas não especificaram o número --nem insinuaram que ele era tão elevado. Na Netflix, encontraram uma empresa disposta a investir em histórias fora do padrão e que desafiavam a convenção do mercado.

Apostar na ficção científica situada na cidade de Hawkins se mostrou um dos grandes acertos da plataforma. Com duas temporadas já disponibilizadas, a série foi indicada a quatro Globos de Ouro (duas vezes a melhor drama, Winona Ryder como melhor atriz e David Harbour como ator coadjuvante).

No Emmy, a atração se saiu ainda melhor: foram 30 nomeações e seis estatuetas. Millie Bobby Brown, que interpreta a Eleven, foi indicada a atriz coadjuvante e quase quebrou um tabu de três décadas sem que uma menor de idade levasse o prêmio.

A terceira temporada de Stranger Things chega à Netflix em 4 de julho. Os novos episódios estão cercados de mistérios. Sabe-se que eles se passarão no verão de 1985, menos de 10 meses após os eventos mostrados no segundo ano.

O elenco ganhará o reforço de Maya Hawke, filha dos atores indicados ao Oscar Ethan Hawke e Uma Thurman. Ela viverá Robin, uma jovem de visual alternativo que se deparará com os segredos da pequena cidade de Indiana.

Já a atriz mirim Priah Ferguson, que interpreta Erica Sinclair, a irmã caçula de Lucas, terá mais espaço nos novos episódios. Como os protagonistas estão crescendo, ela deve ganhar uma turma de amigos própria para manter um núcleo infantil na trama.

Francesca Reale, que teve um papel na comédia bobinha Haters Back Off (2016-2017), também da Netflix, se juntará ao elenco de apoio na pele da salva-vidas Heather, uma jovem popular que se envolverá em um dos mistérios de Hawkins.

Leia também

Web Stories

+
Sex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?