Ruby Rose

Ex-Orange Is the New Black é escalada para viver Batwoman em série

Divulgação/Netflix

A atriz Ruby Rose em cena da terceira temporada de Orange Is the New Black - Divulgação/Netflix

A atriz Ruby Rose em cena da terceira temporada de Orange Is the New Black

REDAÇÃO - Publicado em 07/08/2018, às 14h48

A atriz australiana Ruby Rose, ex-Orange Is the New Black, foi a escolhida para viver a Batwoman na TV. A personagem aparecerá no crossover do Universo Arrow em dezembro, evento anual que mistura os heróis de Flash, Arrow e Supergirl. Rose será a Batwoman em uma atração solo que está sendo desenvolvida pela rede norte-americana The CW.

Caso vire série, Batwoman será a primeira heróina protagonista gay, homem ou mulher, da TV. A personagem já quebrou barreiras da comunidade LGBT nas histórias em quadrinhos. Após um longo hiato, Batwoman retornou para as páginas da DC Comics em 2006, como uma lésbica judia, a primeira heroína gay da história da editora.

A Batwoman da CW tem um senso de justiça e não teme falar o que pensa. Kate Kane (Ruby) percorre as ruas de Gotham City (a mesma cidade do Batman) como uma lutadora de rua altamente habilidosa, com faro para ruir a estrutura criminal da cidade.

Porém, ela não abraça totalmente o rótulo de Messias de Gotham, que está desesperada em busca de um salvador. Kate tem de superar os seus próprios problemas antes de ser o símbolo da esperança da metrópole.

Escolha certeira
A escalação de Ruby Rose dá mais força para o projeto de série de Batwoman, que atualmente ainda está na fase de produção de roteiros. Com passagem por Orange, em que interpretou a prisioneira Stella Carlin, a atriz tem o perfil ideal para dar vida à heroína.

Ruby assumiu ser lésbica aos 12 anos. Ela se identifica pelo gênero fluído, e em 2015 produziu um curta sobre o tema, que virou um sucesso no YouTube, com mais de 25 milhões de visualizações.

Conhecida pelo papel em Orange, Ruby tem uma boa presença no cinema, atuando em filmes como Resident Evil 6: O Capítulo Final (2016), xXx: Reativado (2017) e John Wick: Um Novo Dia Para Matar (2017).

A série Batwoman, caso se concretize, deve estrear somente na temporada 2019-2020. Será mais uma atração assinada por Greg Berlanti, superprodutor que tem 14 séries no ar, homem por trás de Flash, Arrow, Supergirl, Riverdale entre outras. Em junho, ele renovou seu contraro com a Warner Bros. Television por mais seis anos, no valor de US$ 300 milhões (R$ 1,12 bilhão).

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Como você acha que Rick vai sair de Walking Dead?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook