Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

SOFREU ANEURISMA

Emilia Clarke confessa pânico no set de Game of Thrones: 'Pensei que ia morrer'

Divulgação/HBO

Emilia Clarke em cena de Game of Thrones (2011-2019)

Emilia Clarke em Game of Thrones; após sofrer aneurisma, atriz revelou medo de morrer durante gravações da série

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 18/10/2020 - 11h25

Imponente como a rainha Daenerys Targaryen em Game of Thrones (2011-2019), Emilia Clarke confessou ter sentido constante pânico nas gravações das primeiras temporadas da série. Em depoimento a um livro sobre os bastidores do sucesso da HBO, a atriz disse que vivia com medo de passar mal no trabalho após sofrer dois aneurismas cerebrais. "Pensei que iria morrer [no set]", revelou.

"Foi muito intenso. Nós estávamos no deserto, gravando em um calor de 32 ºC, e eu tinha o constante medo de ter outro aneurisma. Eu passei muito tempo pensando: 'Eu vou morrer? Vai acontecer no set?' Porque isso seria bem inconveniente".

Quatro vezes indicada ao Emmy por seu trabalho na série, a atriz sofreu uma hemorragia cerebral enquanto treinava em uma academia, em Londres, entre as gravações da primeira e segunda temporada. "Eu imediatamente senti como se um elástico estivesse apertando meu cérebro", contou .

Quando retornou ao trabalho, a intérprete de Daenerys fez de tudo para esconder dos colegas e da equipe de produção o real motivo de sua exaustão. "Com qualquer tipo e lesão no cérebro, vem uma fadiga indescritível. Eu lutei muito para deixar isso privado", confessou.

Durante as gravações da segunda temporada, Emilia sabia que um segundo aneurisma estava em formação e poderia se romper a qualquer momento, apesar de seu médico dizer que era improvável.

"Se eu ligasse para o médico, ele diria para eu me acalmar. Mas eu ainda sentia um medo cego, e esse medo me deixava em pânico. E o pânico me levava a sentir que eu iria desmaiar no deserto. Então, a produção me trouxe um carro com ar condicionado. Desculpe, planeta", brincou.

Preocupação dos colegas

Em entrevista para o mesmo livro, Dan Weiss, cocriador de Game of Thrones, disse que era aterrorizante pensar em perder uma colega de trabalho tão querida. Segundo ele, era normal ficar imaginando se Emilia estaria se cuidando bem fora das filmagens.

"Nós chegamos muito perto de perder esse incrível e doce ser humano que aprendemos a amar em apenas um ano. Claro que precisávamos fazer a série, mas o importante era garantir que ela estava bem. Você se pergunta: 'Ela está melhor conosco do que se não estivesse na série?'".

Bryan Cogman, um dos produtores executivos da trama, revelou que apenas um seleto grupo de pessoas sabia da condição de Emilia. "Eu não tinha a menor noção. Eu fiquei sabendo que ela teve alguns problemas entre as temporadas, mas nada desse nível. E não fazia a menor ideia enquanto estávamos gravando".

A intérprete de Khaleesi ainda contou que nunca colocou sua saúde em primeiro lugar (algo que deixou muitas pessoas preocupadas) para não pensarem que ela era um fracasso.

"Eles não queriam que eu me esforçasse muito, e eu imaginava: 'Não pensem que eu não consigo fazer esse trabalho que me contrataram para fazer. Por favor, não pensem que eu vou estragar em algum momento'. Para mim, era como se eu tivesse ganhado na loteria. Eu não ia perder isso", afirmou.

Emilia só revelou seus problemas de saúde pouco antes do lançamento da oitava e última temporada de Game of Thrones, em um artigo escrito para a revista americana The New Yorker. Na publicação, ela disse que fez diversas cirurgias e que passou dias sem conseguir lembrar o próprio nome.

Os trechos das entrevistas estão disponíveis no livro Fire Cannot Kill a Dragon: Game of Thrones and the Official Untold Story of the Epic Series, escrito por Hibberd e lançado em 6 de outubro deste ano.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.71%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.46%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.51%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.32%