Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DAMON LINDELOF

Criticado por fim de Lost, produtor chora com desfecho de The Good Place

Divulgação/HBO

O produtor Damon Lindelof sentado em sua cadeira de produtor no intervalo das gravações da série Watchmen, da HBO

O produtor Damon Lindelof nos bastidores de Watchmen, sua última criação para a HBO

REDAÇÃO

Publicado em 2/2/2020 - 10h30

Muito criticado pelos fãs por causa do desfecho pouco conclusivo de Lost (2004-2010), o produtor Damon Lindelof deu o braço a torcer e reconheceu que a comédia The Good Place (2016-2020), que chegou ao fim na semana passada, conseguiu encerrar sua trama de maneira muito superior. "Eu chorei mesmo. Foi elegante e discreto", elogiou.

Em conversa com o site da revista Variety, Lindelof admitiu que não conseguiria ter realizado algo parecido. "Não foi um final que tentou manipular o público, como eu certamente teria feito. [Se eu fosse o produtor] Haveria muito mais despedidas chorosas. E eu amei que foi tudo sutil, que a equipe confiou em seu público."

A relação de Lindelof com Good Place vai além dos elogios: Mike Schur, o criador da comédia, chegou a pedir conselhos ao seu amigo para entender como contar uma história contínua de maneira episódica, além de abordar assuntos como filosofia e moralidade sem perder a graça.

Outra criação de Lindelof, The Leftovers (2014-2017), também foi citada na série. A juíza (Maya Rudolph) revelou que estava maratonando o drama e que cogitou matar 2% da humanidade depois de descobrir que a atriz Carrie Coon não tinha recebido nenhum Emmy por seu trabalho incrível na atração. "Eu fiquei tocado com essa referência. Especialmente por causa da Carrie", valorizou o produtor à Variety.

Lost desagradou

Damon Lindelof já declarou que não vai mais se posicionar sobre o controverso final de Lost, que desagradou boa parte dos fãs e deixou muitos mistérios criados pela própria série sem respostas --ou com soluções insatisfatórias.

"O que mais eu posso fazer? Eu sei que muitas pessoas ficaram insatisfetias. Eu tento fazer piada quando posso, mas é um sistema de defesa para deixar as pessoas saberem que eu estou ciente do elefante branco e que eu estou disposto a deixar ele cagar na minha cabeça. Mas eu vou parar de falar sobre isso, porque aceitei que não vou mudar a cabeça de ninguém", resumiu ele ao Hollywood Reporter em 2013.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?