Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ESMIR FILHO

Criador de Tapa na Pantera fará série sobre 'doença do beijo' na Netflix

Reprodução/YouTube

O diretor Esmir Filho no programa Cinco Sons, que a TV Cultura disponibiliza no YouTube - Reprodução/YouTube

O diretor Esmir Filho no programa Cinco Sons, que a TV Cultura disponibiliza no YouTube

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 25/6/2019 - 12h53

O diretor Esmir Filho, que ficou conhecido na década passada pelo curta Tapa na Pantera (2006), fechou com a Netflix para produzir a série Boca a Boca, prevista para chegar à plataforma no ano que vem. A atração nacional vai contar a história de uma cidade do interior que é virada do avesso quando uma "doença do beijo" contamina a população.

O anúncio de Boca a Boca foi feito nesta terça (25) pelo serviço de streaming e reforça o investimento da empresa em produção nacional. No fim de abril, a Netflix anunciou que está desenvolvendo 30 projetos no Brasil.

De acordo com o comunicado oficial, a série é voltada para o público jovem-adulto e se passará em uma cidade pecuarista do interior. "Adolescentes entram em pânico quando são ameaçados por um surto epidêmico causado por uma infecção contagiosa transmitida pelo beijo", informa a Netflix.

A trama contemporânea e misteriosa vai retratar os desejos de uma juventude conectada em uma realidade física repleta de medo e desconfiança.

Esmir Filho vai atuar como showrunner e escrever os roteiros em uma sala que contará com Juliana Rojas, Marcelo Marchi, Jaqueline Souza e Thais Guisasola. Esmir e Juliana vão dirigir os seis episódios de 45 minutos cada.

Depois de lançar séries como 3%, O Mecanismo, Samantha! e Coisa Mais Linda, além da animação Super Drags e da documental Vai Anitta, a Netflix tem na gaveta o suspense O Escolhido (que entra na plataforma nesta sexta-feira) e também prepara Irmandade, Cidades Invisíveis, Ninguém Tá Olhando, Spectros, Sintonia e Onisciente.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?