Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FAMÍLIA PARAÍSO

Com 'velha safada' e viciado em tablet, Globo mostra outro olhar da 3ª idade

CAROLINA DEMPER/MULTISHOW

Montagem com imagens dos atores Guida Viana, Flavio Bellini e Teca Pereira na série Família Paraíso

Rosinha (Guida Vianna), HD (Flavio Bellini) e Perpétua (Teca Pereira) na série Família Paraíso

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 29/5/2022 - 6h30

Uma pessoa com óculos sentada na cadeira de balanço e com um tricô nas mãos é uma das imagens associadas à população idosa. No entanto, a Globo quer quebrar esse estereótipo e mostrar uma outra visão sobre a terceira idade com a série Família Paraíso. Por isso, a produção liderada por Leandro Hassum conta com veteranos que vão de viciados em tecnologia até uma "velha safada".

"O Brasil é preconceituoso em relação aos idosos, o país é caracterizado como um país jovem. A juventude é idolatrada, endeusada. Achei tão legal ter um programa que se passa na melhor, pior ou terceira idade, seja lá o que for. O idoso hoje em dia é uma pessoa que vai à academia, ele tenta se manter atualizado o tempo inteiro", pontua Guida Vianna, intérprete de Rosinha, a "velha safada" da série.

Durante a apresentação de Família Paraíso à imprensa, em que o Notícias da TV esteve presente, a atriz detalha o fogo da sua personagem: "Ela ainda não desistiu de paquerar os outros. Quer ir a qualquer baile, qualquer coisa. Ainda não desistiu da vida".

A produção narra as aventuras de Leleco (Hassum), homem atrapalhado que não consegue se manter em nenhum emprego. Após perder seu carro velho, o personagem aceita trabalhar na Família Paraíso, casa de convivência para idosos, com a esperança de conseguir dinheiro para recuperar o automóvel. No entanto, no novo trabalho, a falta de experiência e o jeito debochado de Leleco mudam as vidas de todos os habitantes do local.

Além de Rosinha, a Família Paraíso é o lar de idosos como HD (Flavio Bellini), que entende tudo de tecnologia e não desgruda do tablet; Perpétua (Teca Pereira), moradora que não escuta direito e, por isso, cria confusão ao misturar as fofocas, e Raulzito (Ataíde Arcoverde), roqueiro que frequentou o Festival Woodstock, mas não lembra de nada desta época.

"Existem vários programas infantis, adolescentes e adultos. Essa oportunidade para os idosos, inclusive para os atores e atrizes com mais idade, é uma experiência ímpar porque não se viu ainda um programa feito com idosos para idosos e não idosos. Esse é o grande mote da série, a jovialidade está ali. Os jovens vão ver que não têm que tratar o idoso como um coitadinho, porque ali ninguém é coitadinho", reforça Teca.

A primeira temporada de Família Paraíso estreia nesta segunda-feira (30), às 22h30, no Multishow, quando os cinco primeiros episódios serão disponibilizados para os assinantes do pacote Globoplay + Canais Ao Vivo. No segundo semestre, a produção será exibida aos domingos pela Globo. Confira a chamada da série:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.