Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Climão

Autor de série da Globo confunde Popstar com Superpop e leva bronca de Taís Araujo

Isabella Pinheiro/TV Globo

Taís Araujo foi apresentadora do Popstar em 2018 e corrigiu autor que errou nome do programa - Isabella Pinheiro/TV Globo

Taís Araujo foi apresentadora do Popstar em 2018 e corrigiu autor que errou nome do programa

FERNANDA LOPES

Publicado em 7/12/2018 - 15h05

Marcos Nisti, autor de Aruanas, pagou um mico nesta sexta (7) durante o painel sobre a série na CCXP. Ele comentava sobre a dificuldade de conseguir juntar um elenco de estrelas da Globo como protagonistas da atração e errou o nome do programa Popstar, que Taís Araujo apresentou neste ano. Ela o corrigiu na hora, e Nisti ficou sem graça.

"Elas [as atrizes] têm uma superagenda, com Superpop, novelas... Fizeram um esforço para conciliar", disse o autor. Taís o interrompeu prontamente: "É Popstar! Superpop é da outra emissora", falou ela, em referência ao programa que Luciana Gimenez apresenta na RedeTV!.

O público deu risada, Taís também. O autor não conseguiu esconder um certo constrangimento. "Sempre confundo", tentou justificar ele.

Apesar da dificuldade de conciliar as agendas, Taís foi a principal responsável por incluir as amigas Camila Pitanga e Leandra Leal no elenco. Ela leu o roteiro da série antes e mandou para as duas, insistindo intensamente para que elas aceitassem papéis na produção. 

"Taís foi minha madrinha para entrar na série. Ela perguntava [sobre o roteiro]: "Já leu? Eu estava sentindo [o tom da personagem]", disse Camila Pitanga. "Camila sente muito. Diz que sim logo, inferno!", rebateu Taís, brincando com a amiga.

Na série, as duas interpretam rivais. Taís vive a personagem Verônica, uma advogada que também atua como ativista na ONG chamada Aruanas, criada para defender a preservação da fauna e flora da Amazônia. Camila está mais interessada na exploração da floresta, no mercado.

Taís contou que decidiu trabalhar na produção por achar o texto muito bom e o tema relevante. Ela se encantou ao viajar para gravar numa reserva amazônica e incitou o público da CCXP a se envolver também no ativismo pelo meio-ambiente.

"Quando falamos de Amazônia, parece que somos espectadores. Temos que ir a fundo para que seja preservada e próspera para as próximas gerações. Todo mundo aqui se achava muito consciente, mas quando chegamos lá vimos como a coisa acontece. Essa série é pra que todo mundo se sinta parte da preservação da Amazônia. Não dá para ficar de espectador do Globo Repórter", defendeu.

Leia também

Web Stories

+
Oportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileiraLançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundoDe sequestro-relâmpago a surto de ciúme: Veja a história de Kyra e Alan em Salve-se Quem PuderDe buraco de minhoca à salvação do Tesseract: O que você precisa saber antes de ver Loki

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou da escolha da reprise de Pega Pega?