Novela das nove

Velho Chico: Pressionado pela mãe, Afrânio manda matar o capitão Rosa

Caiuá Franco/TV Globo

Rodrigo Santoro (Afrânio) mandará matar o rival no capítulo de terça (22) de Velho Chico - Caiuá Franco/TV Globo

Rodrigo Santoro (Afrânio) mandará matar o rival no capítulo de terça (22) de Velho Chico

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 19/03/2016, às 08h06

Em Velho Chico, Encarnação (Selma Egrei) pressionará o filho, Afrânio (Rodrigo Santoro), para honrar a memória do pai e acabar de vez com o capitão Ernesto Rosa (Rodrigo Lombardi). A mulher vai virar o capeta ao descobrir que vários fornecedores de algodão se uniram ao rival. "Se você não tiver coragem de resolver isso, eu mesma vou até lá e faço o serviço", dirá ela. Ele ordenará que Clemente (Julio Machado) contrate alguém para matar o capitão na hora de seu casamento com Leonor (Marina Nery).

Para evitar que o liguem com o assassinato, Afrânio ordenará que Clemente e todos os jagunços que trabalham na sua fazenda estejam presentes na cerimônia para que o padre e os convidados os vejam por lá. O crime será executado por um matador do aluguel, que surpreenderá Rosa no porto, sozinho. O assassino dará três tiros à queima-roupa na vítima no final do capítulo de terça-feira (22)

A sentença de morte será assinada no mesmo capítulo. Clemente já terá insinuado várias vezes que o patrão precisa fazer algo para deter o inimigo, que convencerá produtores de algodão a se juntarem a ele. Mas somente quando Encarnação ficar sabendo disso é que Afrânio será obrigado a tomar uma decisão.

"Eu quero uma explicação! Quero sabê que diabo você anda fazendo com a fazenda", gritará a dona de casa. Os dois vão discutir porque Afrânio dirá que seu pai, coronel Jacinto (Tarcísio Meira), fechou contratos antes de ter garantia que ia ter de onde tirar todo esse algodão para entregar.

Cutucada

"Não estava nos planos dele morrer, dona Encarnação. Ele achou que ia estar aqui pra pressionar o povo a vender o algodão pra ele, a qualquer preço, como sempre fizeram", reclamará o coronelzinho. "Seu pai era macho, tinha pulso firme com esse povo! É essa a diferença entre ele e você", dirá Encarnação, de forma ferina.

Depois, ao ver que ele não tomou nenhuma atitude, a matriarca da família Sá Ribeiro voltará a atormentar o filho. "Nossa família vai perder tudo o que tem! É o preço que você tá pagando pela tua teimosia, Jacinto", esbravejará ela, olhando para uma fotografia do marido.

"A senhora simplesmente diga o que eu tenho que fazer, que eu faço, e pronto", responderá Afrânio. "O caso não é saber o que fazer, Afrânio, é ter coragem para fazer! Recupere os fornecedores e compradores que seu pai lutou a duras penas pra conquistar. É o mínimo que você deve a ele! E se você não tiver coragem de resolver isso, eu mesma vou até lá e faço o serviço", gritará Encarnação. 

Prestes a se casar na igreja com Leonor, Afrânio conversará reservadamente com Clemente. Na hora em que estiver terminando de se vestir para a cerimônia, o capataz vai procurá-lo e perguntar se o patrão está nervoso com o casamento. "Tô é preocupado você sabe com o quê... Quero você e os outros a postos na entrada da capela. A vista de todos. É bom que o padre veja todo mundo lá. Cuide pra que não falte ninguém", ordenará. 


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook