Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

POR ONDE ANDA?

Serena em Alma Gêmea, Priscila Fantin trocou novelas por teatro e podcast

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Loira e com cabelos ondulados, Priscila Fantin encara a câmera

Priscila Fantin deixou as novelas para investir em peça e podcast com o marido, Bruno Lopes

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 20/1/2022 - 17h44

Prestes a retornar à TV na reprise de Alma Gêmea (2005), Priscila Fantin está longe das novelas há cinco anos. A Serena do folhetim que será reexibido no Viva não se vê mais em papéis de protagonista. Para ela, o ideal são trabalhos mais curtos, como a dobradinha de peça e podcast Precisamos Falar de Amor Sem Dizer Eu te Amo, feita em parceria com seu marido, Bruno Lopes.

A escolha por se afastar do gênero se deu porque, hoje, a atriz prioriza os momentos com a família --esta liberdade acaba restrita quando um artista se envolve em papéis longos, especialmente como protagonista.

"Acho que os trabalhos mais curtos são mais bem-vindos no meu caso. Quando faço algum trabalho, me dedico muito. Então, só aceitaria uma novela se fosse uma personagem que fizesse sentido para mim", declarou a artista em entrevista para a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Ainda assim, Priscila está animada para poder reassistir uma de suas personagens mais marcantes, a alma gêmea de Rafael (Eduardo Moscovis). "É uma delícia quando um trabalho reprisa. Adoro entrar em contato de novo com aquelas personagens com a cabeça que eu tenho hoje e com a vida que eu tenho hoje. Serena é um ícone da vida de muita gente", disse.

DIVULGAÇÃO/tv GLOBO

Priscila Fantin, caracterizada como Serena, e Eduardo Moscovis, o Rafael, abraçados em foto de divulgação de Alma Gêmea

Priscila Fantin em Alma Gêmea

Projetos com o marido

Porém, a artista está ainda mais feliz por poder apresentar sua peça para um teatro 100% ocupado, após mais de dois anos de limitações impostas como prevenção do contágio pelo novo coronavírus. O casal está em cartaz em São Paulo desde o último dia 8.

"É um espetáculo muito nosso, a gente encomendou esse texto, é bem-humorado e ao mesmo tempo tem um momento de reflexão que emociona as pessoas. Todo mundo que assiste se identifica com alguma parte", assegurou.

Para estender essa interação para o ambiente online, os pombinhos também apresentam um podcast de mesmo nome. Na atração, eles convidam profissionais de carreiras diversas para conversar e refletir sobre a vida.

Aliás, foi por meio de Bruno que a atriz, antes reservada, começou a se abrir com os fãs. A famosa credita ser mais discreta ao seu "jeitinho mineiro". Além disso, estar sempre interpretando algum personagem fez com que a artista perdesse de vista quem ela era. "Eu comecei a trabalhar muito nova, vivi personagens por muito tempo. De certa forma, aprendi a a viver essas outras vidas e personalidades. Quando eu não tinha isso, não sabia o que fazer."

Me assustava muito o fato de todo mundo saber quem eu era. Por isso, tentava manter um certo distanciamento, ficava em um casulo. Quando conheci o Bruno, me senti à vontade para mostrar a minha essência para o mundo. E as pessoas gostaram muito. Começaram a dizer que eu estava mais positiva, mais alto-astral e até mais bonita. E eu concordo. De fato, retomei uma vitalidade que acho que esse casulo tinha minado de mim.

Poder conviver com uma personalidade mais extrovertida fez com que a loira reencontrasse parte de sua personalidade.

"O Bruno é muito comunicativo e tem muitas características que eu admiro. Acho que ver isso nele me permitiu exercer tudo o que eu era sem medo do julgamento, da insegurança. Então, ele foi uma mão estendida para que eu me encontrasse, me olhasse nos olhos e me deixasse desabrochar, sem restrições. Eu me reencontrei comigo mesma, e as pessoas sentem isso nitidamente", encerrou.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.