Amores perdidos

Mocinhos e vacilões: Cinco casais que terminaram as novelas separados

João Miguel Júnior/TV Globo

Em Tempo de Amar, Inácio (Bruno Cabrerizo) virou amigo de Maria Vitória (Vitória Strada) - João Miguel Júnior/TV Globo

Em Tempo de Amar, Inácio (Bruno Cabrerizo) virou amigo de Maria Vitória (Vitória Strada)

REDAÇÃO - Publicado em 20/03/2018, às 05h59

Tempo de Amar chegou ao fim ontem (19) de forma muito inusitada para uma novela das seis e de época: o mocinho não conseguiu reconquistar a protagonista e ficou solteirão. Mas Inácio (Bruno Cabrerizo) não está sozinho nesse drama. Antes dele, outros personagens vacilaram e deixaram suas amadas encontrarem novos pares românticos.

É o caso de Bahuan, de Caminho das Índias (2009). Ele vivia um amor impossível com Maya (Juliana Paes) e, antes de conseguir transpor os obstáculos para viver com a amada, ela se casou com Raj (Rodrigo Lombardi). O novo par conquistou o público, e Bahuan foi totalmente deixado de lado na novela.

Já em América, a protagonista Sol (Deborah Secco) também preferiu ficar com o bonzinho Ed (Caco Ciocler), com quem já estava casada, a voltar para o Brasil e reencontrar Tião (Murilo Benício), um amor que ficou no passado.

Confira os mocinhos que perderam as protagonistas nas novelas:

divulgação/tv globo

Tanto Ruy (Fiuk) quanto Zeca (Marco Pigossi) terminaram a novela sem Ritinha (Isis Valverde)

A Força do Querer (2017)
Ritinha (Isis Valverde) começou A Força do Querer disputada por dois homens, mas terminou a novela sem nenhum deles. A "sereia" jogava seu charme tanto para Zeca (Marco Pigossi) quanto para Ruy (Fiuk) e se casou com o segundo, embora estivesse grávida do primeiro.

Durante toda a trama, Zeca e Ruy tiveram uma rivalidade por causa dela, e Ritinha sempre fazia o que queria sem pensar nas consequências (dava em cima de Zeca constantemente, mesmo sem intenção de terminar seu casamento).

No fim, a indiferença dela e a vontade de ser livre foram mais fortes do que o amor por um ou por outro. Ritinha largou Ruy e foi morar nos Estados Unidos. Os dois homens ficaram sem a protagonista  e fizeram as pazes.

divulgação/tv globo

Sol (Deborah Secco) e Tião (Murilo Benício) se afastaram ao longo da novela América (2005)

América (2005)
A paixão entre a cabeleireira Sol e o peão Tião foi ofuscada pelas tentativas dela de entrar nos Estados Unidos e ganhar a vida em Miami. Ilegal no país, Sol conheceu o norte-americano Ed e se casou com ele só para conseguir o visto permanente, mas aos poucos os dois se apaixonaram de verdade. E ficaram juntos no final. Esquecido no Brasil, Tião perdeu a mocinha e se casou com Simone (Gabriela Duarte).

divulgação/tv globo

Marcos (José Mayer) tratava a mulher Helena (Taís Araújo) muito mal em Viver a Vida (2009)

Viver a Vida (2009)
A própria Taís Araújo já afirmou que sua Helena de Viver a Vida foi um desastre, mas o par romântico original dela também não colaborava. No início da novela, Helena se envolvia com Marcos (José Mayer), um homem mais velho.

Ele fez com que ela se afastasse do trabalho e de seus sonhos profissionais após o casamento e agiu com frieza depois do acidente que deixou sua filha tetraplégica. Consequentemente, o público não apoiou o casal. Marcos e Helena se separaram, e ela terminou a novela ao lado do fotógrafo Bruno (Thiago Lacerda).  

divulgação/tv globo

Bahuan (Márcio Garcia) não ficou com Maya (Juliana Paes) em Caminho das Índias (2009)

Caminho das Índias (2009)
Maya foi obrigada a se afastar de Bahuan, rapaz de uma casta inferior à sua na Índia, e teve de se casar com Raj. O amor impossível deveria ter sido o mote da novela, mas Maya e Raj tiveram muito mais química e fizeram mais sucesso com o público, e a autora Gloria Perez mudou os rumos da história.

Bahuan ficou completamente apagado na novela, e o próprio Márcio Garcia sabe disso: "O Bahuan era um coitado. Não sabia se era mocinho ou vilão. Teve uma crise existencial", declarou ao programa TV Fama em 2015. Maya terminou a novela com Raj, e Bahuan encontrou uma nova paixão na reta final.

divulgação/tv globo

Renê (Dalton Vigh) e Griselda (Lilia Cabral) não tinham química em Fina Estampa (2011)

Fina Estampa (2011)
A falta de química entre o chef Renê (Dalton Vigh) e a faz-tudo Pereirão (Lilia Cabral) ficou clara em Fina Estampa. Os personagens não tinham muitas afinidades, e o público começou a torcer para que Griselda ficasse com Guaracy (Paulo Rocha), seu amigo de longa data. Os dois terminaram a novela juntos, e o autor Aguinaldo Silva inventou um novo final para Renê, ao lado da jovem Vanessa (Milena Toscano).

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook